segunda-feira, 25 de julho de 2011

Tão Próximo dos Salpicos do Mar...

Internet/ Magritte
Em quem vou acreditar
E quem vai reconhecer quem sou?

Quero caminhar de novo
Estar longe e perto de tudo.

Há quem possa ouvir-me
Se não há, deixem-me
Nas cinzas desertas.

O mar é só mar
Uma solidão de ausência humana.

Eu sou queda de água
A caír em traços longos
Trajada de infinito.

Formo um lago, só meu
Tão próximo dos salpicos do mar...

Se me procuram
Olhem meus olhos
E leiam que diz esse olhar.

Já não tenho mais dias
Para falar de mim e te amar.

Desci ao escuro do mundo
Perdi minha cor imutável
As trevas cantaram, dominaram.

Eu não soube entender
Sedenta do esplendor do inútil.

Tenho um destino fixo na terra
Solitária, igual a árvore intocável.

Chorem a ausência
E esqueçam quem ela foi
E esqueçam quanto disse.

Assim se afastam e se perdem
No que já estava perdido.

Ela não volta,
Seu jogo é eterno e perfeito
Não há resposta!

Apenas um suave exemplo
De alguém que passou!...


Maria Luísa

52 comentários:

isa disse...

Minha querida Amiga,se mais ninguém te entender,tens sempre o Mar e a
resposta dele nas ondas rebentadas a teus pés!
Beijo.
isa.

Maria Luisa Adães disse...

Isa

Lindo teu comments. Obrigada!

Mª. Luísa

Anónimo disse...

Eu acredito em ti
E reconheço quem és!

E não quero afastar-me e perder-me
de ti...

Belo poema!...

MC

Maria João Brito de Sousa disse...

Tens sempre o Mar, amiga... e o "jogo" pode ser esse e só esse! Lindo poema! Forte, amargo e inteligente poema!
Abraço grande!

Daniel Costa disse...

Maria Luísa

Embora o fio condutor do soneto, de apresente de Salpicos ele é muito mais que isso. Terá sim salpicos de esplendor, isso sim.
Valeu a pena ler e reler.
Beijos.

Jose disse...

Tengo un destino fijo en la tierra estar solitario.

No siempre el destino se comporta con cierto tino,equivocando algunas veces el sino de la persona que se rebela a su sino, queriendo encontrar otros caminos por donde poder pasar y la gloria alcanzar.

Saludos

Toninhobira disse...

Uma linda construção para este lamento maravilhoso junto a este mar que tanto inspira.Sua poesia tem alma e vida e cabe em muitos corações.É do tipo que lê o leitor.Sempre minha admiração Luisa.Um carinhoso abraço a voce.Bju de luz nos seus dias.

miguxa disse...

Amiga,

Sublime poema.

Amei!!!

Não estás só...passeio-me pelas tuas palavras e nunca me canso...

Beijos com ternura
Margarida

Pena disse...

Sublime Poetiza de sonho:
"...Eu sou queda de água
A caír em traços longos
Trajada de infinito..."

Que poema mais delicioso e terno feito com a sua prodigiosa Alma enorme e poética de fascinar.
MUITO OBRIGADO pela ternura e carinho quando estive ausente.
Sou muito seu amigo, acredite?
Escreve "coisas" lindas e perfeitas.
Abraço amigo de respeito pelo seu génio fabuloso.
Sempre a admirá-la com gratidão.
Fascina no que executa com beleza.


pena

Anónimo disse...

"Apenas um suave exemplo
De alguém que passou!...

Quanta elegancia prima. Adorei!

Lurdes

Rosamari disse...

tus poemas están siempre, transparentes de sensibilidad, MªLuisa,
expresas sentimientos e inquietudes humanas que plasmas con la digna elegáncia de una gran poetisa,
es siempre un placer leerte,
leerte es igual a conectar con un mundo de sensaciones,
este poema
hablamos y escribimos diferentes idiomas,
sin embargo ello no es obstáculo para "sentir", tu bella poesía,
un abrazo muy fuerte amiga

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Maria Luisa!

Este poema é como que uma viva pallete de emoções,com cores de vários tons:dúvidas e descrença,temperadas pelo desafio e inconformismo,como que descrevendo um percurso de vida que ainda não acabou.

É lindo o poema; requintada e cheia de sensibilidade a forma de o escrever.

beijinhos.
Vitor

Julie disse...

Tu poema está lleno de colorido, de matices, muy bien escrito, elocuente... Felicidades amiga. Un abrazo y mi cariño siempre.

A.S. disse...

Maria Luisa,

Tudo é tão breve... mas em ti é tudo tão intenso que é eterno!


Beijo!
AL

Rafael Castellar das Neves disse...

Deu para sentir, Maria Luisa! Muito bom!

Beijos

Eduardo disse...

Cerca del mar
perdido tu corazón
el dolor de tu sed que me conmueve
y te escucho
y busco tus ojos en la niebla
perdido tu color
tão próximo do mar esquecido
mas eu
não esqueço teus gemidos.


Um abraço

jabeitelp disse...

eu reconhecerei sempre...

olá
uma manhã feliz pra ti ~_~

Maria Luisa Adães disse...

Amigos

"Tão Próximo dos Salpicos do Mar...

é para mim o máximo que posso dizer
e me enche de ternura as palavras
maravilhosas que tenho recebido de todos.

O sentido do poema traz com ele uma
despedida, um dia que ainda não
chegou...mas não deixa de ser uma despedida.

Um dizer adeus a um tempo que não pára!...

Agradeço a todos,

Maria luísa

Eloah disse...

Ah! Maria, lindo teus Salpicos do Mar
" Em que vou acreditar.Em quem vou reconhecer quem eu sou?"
Triste canção de solidão, mas muito bela em sensibilidade.
Nunca passamos querida,lá na próxima curva da vida existe um mundo ainda para se desvendar....
Grandes voos para você.Bjs Eloah

Everson Russo disse...

Muitas vezes nas saudades da vida, nas trilhas dos caminhos, procuramos respostas que jamais encontraremos pela vida..mas mesmo assim,,,vamos seguindo,,,grande beijo de bom dia pra ti...

p.s. a Evanir é um amor de pessoa, começamos há um tempo atras a brincar de mãe e filho e acabou ficando, ela é minha maezinha virtual....

Mona Lisa disse...

Olá Luísa

Parabéns pelo poema, onde senti nostalgia.

Nunca estamos sós. Temos sempre as memórias por companhia e junto ao mar elas "desabrocham" quais ondas...

Bjs.

Lisa

ONG ALERTA disse...

O mar nos leva nas ondas...beijo Lisette.

N. Barcelli disse...

É por essas e por outras que eu evito tomar decisões e/ou orientar a minha vida com base no acreditar.
Porque só um número muito reduzido de pessoas me inspira total confiança.
O teu poema pode ter mais leituras (é rico), mas eu escolhi esta...
Excelente poema, querida amiga.
Beijo.

Machado de Carlos disse...

Olá! Que bom que estiveste em meu Recanto! Obrigado pelo carinho!
Teus poemas são maravilhosos. Através dele pude sentir como é bom ser presenteado com uma nova amiga!
Adoro e sou fã da língua portuguesa; uma nata! Além de que em meu sangue inda corre uma parte de Portugal, pois minha avó nasceu em Leiria.
Admiro muito e sou fã de Florbela Espanca.

Um Grande abraço! Obrigado pela nossa Amizade!

Mar Arável disse...

O mar?

por vezes respira

por guelras

Amor feito Poesia disse...

..."eu sou da invencionática.
Só uso a palavra para compor meus silêncios"...

(Manoel de Barros)

Beijos e Bom Fds........M@ria

Maria João Brito de Sousa disse...

Este teu poema apelou muito à minha curiosidade, Maria Luísa... começas a falar na primeira pessoa e, quase no final, mudas para a terceira... sabes que eu acredito que, realmente, todos nascemos com determinadas competências que podem ser- e são-no! - excepcionais em determinadas áreas e que as sociedades teimam em não aproveitar essa realidade que, para mim, se tornou evidentíssima... tu "queda de água" formas "um lago" só teu "tão próximo dos salpicos do mar"... e é a esse lago que vimos, com toda a regularidade, beber os teus poemas :)
Pareces-me triste hoje...
Abraço grande!

Maria Luisa Adães disse...

Mª. João

Defines a primor o meu poema! Te agradeço!

E estou triste sim!

Um beijo e obrigada,

Maria Luísa

Sandra Portugal disse...

Passei por aqui para agradecer o seu apoio as celebrações de 1 ano do ProjetandoPessoas!
Estarei sempre por aqui!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Poemas del Alma disse...

Querida amiga, bello poema lleno de sensibilidad, es una delicia leerte.

•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)Querida Amiga°.¸¸.★°.¸¸.★
(¸.•´ (¸.•` *(…Dejando mi huella en
(¯`•._.•°.¸•´¯¯`•¸•°•._.•´¯)Tu casa
.★) »«´¯`★.¸¸.° ★★°.¸¸.★´¯`»«°.¸¸.★
(.★´ La vida es como un viaje en barco,
.★)´ Subes y bajas según las olas.
(.★´ Gracias a los amigos no pierdes
(.★´ el horizonte.
(.★´ Y cuando sufres naufragios,
(.★´ la amistad es el
.★)´ Ancla que te apoya mientras
`°.°´¨) Buscas el nuevo Rumbo..*
¸.º★´¸.°★´¨) ¸.°★¨) •´¸.•*´¨) ¸.•*¨)°.¸¸.★
(¸.•´ (¸.•` *(…Que Dios te bendiga
(¯`•._.•°.¸•´¯¯`•¸ Noemi★) »«´¯`★.¸¸.° ★★
Te deseo un fin de semana maravilloso

Monja de Clausura Orden de Predicadores disse...

Precioso poema Mª Luisa, gracias por sus palabras en mi blog.
Estaré de vacaciones todo el mes de agusto, estoy muy cansada.
Hasta esntonces
Un beso grande de ternura
Sor.Cecilia

Monja de Clausura Orden de Predicadores disse...

Sí amiga mía puede cogerlo y publicarlo. Muchas gracias.
Estoy ben en mi nueva comunidad, con trabajo de responsabilidad , soy ecónoma, enfermera y chófer.
Mi salud es justa para poder hacer la misión que Dios paree que desea que haga.
Con ternura
Sor.Cecilia

Folhetim Cultural disse...

Olá sou Magno Oliveira responsável pelo Blog Folhetim Cultural, convido lhe hoje a conhecer o nosso blog, que tem além de notícias, tem também atrações culturais. Como poesia, contos, crônicas e muito mais...
Conto com sua visita no nosso espaço.

Blog: informativofolhetimcultural.blogpost.com
E-mail: folhetimcultural@hotmail.com
Twitter: @folhetimcultura e @oliveirasmagno

tossan® disse...

Fico pasmo com tanta formosura! Que texto poético mais sublime! Triste, mas é o seu estilo. Beijo

d'Alma disse...

Louvemos o exemplo e afastemo-nos da memória!...Deixemos a solidão de uma velha rosa flutuar nos braços eternos de cada salpico de mar e, se alguma vez ela amou, que a solidão seja seu amar que tanto guardou!...
Curvemo-nos à escolha e aceitemos o pedido... em sua homenagem... dessa "velha" rosa!...




Boa semana




Abraço

Ricardo Miñana disse...

Bonito poema, un grato placer
pasar por tu casa.
que tengas una feliz semana.
un abrazo.

jabeiteslp disse...

olá
uma bela tarde pra ti...

~_~

Alma Mateos Taborda disse...

Una bella entrada que me ha encantado. Muy hermosa. Un abrazo.

jabeiteslp disse...

cai docemente
e levemente

um sorriso veraneio de contente
em tanto calor
que a cada esquina se sente...

xoxo grande ~_

Prof Eta disse...

“Diamantes”

Esqueça a marca BPN
E o seu dinheiro também
Nós somos gente de bem
E gostamos de higiene

Dinheirinho já foi lavado
Nos novos cofres vai entrar
Pois não há que enganar
Poderia estar contaminado

Com dinheiro fresco assim
Entre países da lusofonia
Ficará tudo como dantes

Já tínhamos ouro e marfim
Isto é de facto uma alegria
Celebremos com diamantes.

Maria Alice Cerqueira disse...

Bom dia Amiga!
Poema profundo e muito sentido!
A cor azul do mar, a agua batendo nos nossos pés, a briza suave no nosso rosto, nos fazem sentir muito mais do que podemos ver.
A vida é linda, mas coberta de espinhos e pétalas de rosa! Os espinhos nos machucam de mais, mas as pétalas de rosas curam as feridas que eles deixaram com sua suavidade.
Tenha um lindo dia coberto com muita paz e Amor! Abraço Amigo
Maria alice

valquiria silveira disse...

Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/

Maria João Brito de Sousa disse...

Olá, Maria Luísa! Entrei pelo Facebook, alertada pela tua despedida... ou melhor, pela tua afirmação "... alguém que passou".
Que se passa? Estás bem?
O meu soneto de hoje também fala do mar, mas é um mar muito metafórico :)
Abraço grande!

Prof Eta disse...

“Low cost”

Sai uma bombinha low cost
Pr’aquele senhor ali do canto
E mesmo que ele não goste
Se o governo manda, pronto

E abastecemos alegremente
Nosso dia a dia com patetices
Quem nos governa não mente
Destapa dos outros as aldrabices

Low cost os despedimentos
A TSU também vai minguar
E não quero ouvir lamentos

Pois andaram a gastar demais
Agora vão ter que amargurar
Low cost pr’á digestão, os sais.

Brown Eyes disse...

Eu posso ouvir-te. Excelente poema. Beijinhos
Bom fim de semana

Eliana disse...

Olá, fiz uma pequena homenagem para você no meu blog, espero que você goste.
Bjs

Leone Rocha disse...

Sempre bom passar por aqui.

Somos do tamanho de um mar e cabemos num copo d´água.

Lindas as imagens do seu blog.

Abraços.

aflores disse...

Degrau a degrau...ao encontro.

Tudo de bom.

Sonhadora disse...

Minha querida

Como o teu poema falou de mim...como nos temos que encontrar no fundo do labirinto que nos enlaça... do abismo do nosso olhar que por vezes está tão longe de nós.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

valquiria silveira disse...

Oiii bom diaaa...Não importa do que é o mundo O importante, são os seus sonhos... Não importa o que você é O importante é o que você quer ser... Não importa onde você está O importante é para onde você quer ir... Não importa o porquê O importante é o querer ... Não importa suas mágoas O importante mesmo, são suas alegrias... Não veja; apenas olhe...Não escute; apenas ouça... Não toque; sinta...
O mundo é um espelho; não seja apenas um reflexo Só acreditando no futuro você conseguirá a paz para alcançar seu sonhos...Um bj no teu lindo coração seja feliz muito feliz !

Maria João Brito de Sousa disse...

Ainda "tão próximo dos salpicos do mar" "trajada de infinito"... este teu poema é lindo, mas estamos em Agosto e toda a gente foi procurar o mar imediato, amiga.
Deixo-te aqui o meu abraço e um pouquinho do meu "rio feito de anseios". Bjo!

Ingrid disse...

querida amiga,
sempre te ler é aprofundar o sentido do viver..
é conhecer-te e jamais esquecer.
é reconhecer teus momentos tão intensos .. e te amar!
beijos de carinho.