sexta-feira, 2 de julho de 2010

NOITE

Sinto a noite a aproximar
O cheiro das flores
Me fazem pensar.

Tudo se perdeu
Nas coisas que contei
E nas outras que senti.

E tornei-me indiferente
Ao lado de gente
Que tratou de mim.

Lembro tua forma de amar
Te dei meu pensar
E escondi meu clamar.

Acumulo as culpas
Não são tuas as culpas,
Mas são minhas.

A minha alma desdobra-se
Em pétalas de flores pisadas,
Separada de mim.

Lembro a doçura dessas mãos
Pousadas no bater do coração,
Não têm as marcas de meus beijos.

Mas continuo a amar-te
A sentir teu desejo,
Meus olhos fechados, nublados,
De inúmeros patamares.

Murmúrio de água lenta
Num céu de prece
Num sonho extinto.

A tarde morre
Meu desejo cresce,
Te vou amar.

A noite vem,
Vou esquecer contigo
Tudo quanto disse!

Sobem ramos de rosas,
Se desfolham no silêncio da noite
E eu lembro, minha vida,
Esqueço essa lembrança
E amo!...


Maria Luísa

55 comentários:

Mona Lisa disse...

Olá Luísa

Soberbo Poema onde a melancolia e saudade se desvanecem com o aproximar da noite "boa conselheira" do amor...

Os meus parabéns!

Bjs.

Graça Pereira disse...

Na noite ocultamos as lágrimas, a saudade do amor que partiu e a nostalgia das rosas desfolhadas...Culpas? De ninguem... Há destinos que se cumprem...ao cair da tarde!
Lindo o teu poema!
Beijo amigo
Graça

Maria Luisa Adães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Belo poema, rodeado de simbolismos e de verdades.

Gostei!

Caminhante

jabeiteslp disse...

um feliz fim de semana
e boas melhoras

bonito poema
nostálgico...

beijinhos*_*

com que então nessas correrias
e a atravessar estradas
tens que ter cuidado....

Maria Luisa Adães disse...

João

Agradeço tua presença no google e no Sapo (prosa-poética).
Sinto que gostaste de ambos e me
tirou, um pouco, a dor que tenho de,
meu desastre na estrada.

Podia ser pior! Agradeço teu cuidado e gentileza, ao que escrevo

Um abraço de amizade,

Maria Luísa

MC disse...

"Murmúrio de água lenta
Num céu de prece
Num sonho extinto."

Linda esta parte,
num aparte
a todas as outras partes.

Gosto de seus versos! Já sabia?
Espero que sim!

MC

tossan® disse...

Poema de amor com a trilha sonora Sonho de amor de Franz Liszt. Sublime! Abraço

beites disse...

boas melhoras
repousar

pronto
umas gulosas bebidas refrescantes

hmmmmmmmmmmm

tento incutir boa disposição
pois acho que não será nada
de grave
embora o transtorno
seja mais pesado...

`_` jocas

Maria Luisa Adães disse...

Beites

O transtorno é grande e o imenso calor não ajuda.

Mas tenho de aguardar. Estou triste!

Obrigada pelo cuidado,

Mª. Luísa

Vitor disse...

De noite se ama
Se ama de dia
Não tem hora, quando se é poetisa

Bj*

OutrosEncantos disse...

Bom dia Luisa!

Pareceu-me uma despedida que me deixas-te no Som.
Lamento saber que tiveste um acidente! Dentro do transtorno que sempre é, espero que fisicamente não seja grave.

Tentaste parar o relógio do tempo.
E eu tentei entender tudo e não consegui. Como ainda não consigo.
Espero que não vás embora.
A tua presença marca uma diferença.
Fazes falta aqui.

Agora estou aqui.
Espero a tua visita, se te apetecer!
Desejo-te as melhoras.

Beijo.

Maria Luisa Adães disse...

OutrosEncantos

Ainda estou mal, falta a "ressonância magnética" para vêr os estragos, mas posso escrever.
enquanto me for possível.
Agradeço sua presença, palavras
e cuidado.

Deixei minha resposta no seu blogs.
Gostaria de saber, sua opinião.
Depois passo por lá.

Um abraço,

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

vitor

leia minha resposta quanto ao amar do poeta.

Um abraço,

Mª. Luísa

Anónimo disse...

lindo poema!

Nostálgico, sensual, de uma ternura
de encanto.

Adorei, minha Senhora.

A.

Mena disse...

Olá!
Lindo!
Vou aparecer com mais tempo para ler+.
Bj
Mena

Nilson Barcelli disse...

Maria Luísa, querida amiga, o teu poema de amor é belo, suave e muito romântico. Parabéns, gostei imenso.
Pelo que me apercebi, tiveste um acidente. Espero que não tenha sido nada de grave e que recuperes rapidamente.
Boa semana, beijos.

Lilá(s) disse...

É melancólico mas cheio de simbolismo, lindo!
Bjs

OutrosEncantos disse...

Maria Luisa, bom dia!

Venho dar-te um beijo!
Saber das tuas melhoras!

Teu poema de amor é belissimo, como tudo que escreves.
Foi bom teres regressado ao meu espaço.
Espero continuar a contar com a tua presença entre nós.
Tenho-me apercebido que tens outra página, gostaria de visitá-la, caso não te importes.

Beijo.
Até logo.

Maria Luisa Adães disse...

Lilá(S)

Obrigada por tua presença neste blogs.

O poema é como diz, melancólico,
cheio de simbolismo.

Fala da distância e da impossibilidade de olhar para além,
dessa distância...

Gostei de a encontrar!

Um abraço e obrigada

Mª. Luísa

Anónimo disse...

E de noite,
no silêncio dessa noite
as rosas se desfolham,

é tua alma separada de ti.

Nunca a percas!

Belo teu poema,

Anthos

MC disse...

Voltei e tornei a ler seu poema.
Descobri no Sapo um pedido seu,
numa prece Maior
pelos que sofrem de cancro.

Eu levei a vela que tem no blogs
dos premios-prosa-poetica.

E vou enviar aos amigos e aos amigos dos amigos, aquela vela acesa que lá colocou,
pedindo auxilio a Jesus o Cristo
pelos que sofrem de cancro.

Me impressionou!

MC

Maria Luisa Adães disse...

MC

Não a conheço , mas agradeço sua assiduidade.

Reparou no meu pedido acerca da "cura do cancro" e da vela que tenho acesa, na esperança de encontrar muitos amigos, não por mim, mas por todos. E todos eles possam aderir a essa prece pedida.

Vou deixar nome do blogs:

http://premios-prosa-poetica.blogs.sapo.pt

Se alguém se interessar, eu espero um número enorme de pessoas, pedindo comigo e levando a vela para
seus blogs, e passando aos amigos
para levarem aos amigos e aos amigos desses amigos.

O Barco em que estamos é igual para todos.
Obrigada MC por reparar num assunto
grave e terrifico que pertence a todos nós.

Maria Luísa

Rafael Castellar das Neves disse...

Sensacional descrição, Luísa! Dá pra sentir toda a cena, todas as mudanças e sensações...muito bom mesmo!! Bom voltar por aqui!!

[]s

Maria Luisa Adães disse...

Rafael

Agradeço tua presença e tuas palavras que tão bem descrevem e entendem, este poema meu.

Obrigada por gostares. Amei encontrar-te!

Maria Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Outros Encantos

não sei se te dei o nome da minha outra página, mas vou dar:

http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt

http://premios-prosa-poetica.blogs.sapo.pt

Obrigada por te encontrar e ter o prazer de te dar meus outros blogs.
Veio um pouco tarde, me desculpe.

Maria Luísa

beites disse...

não fui de férias
mas arreliado
pois pifou a máquina de filmar
e para outra

enfim
tu compreendes
e eu não me esqueço de ti
às vezes pergunto-me como estarás

e tá um calor de morrer
boas melhoras Luisa =_=

beijinhos

O Profeta disse...

Esta ilha não tem fortuna
Trocou-a por um curioso mistério
Este irreal e intenso verde
Que inunda o olhar mais sério

Nesta ilha há um beijo na tua procura
Nesta ilha as pedras não têm idade
Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
Nesta ilha o sonho é janela da verdade

Doce beijo

Maria Luisa Adães disse...

O Profeta

lindos teus versos, em resposta aos
meus versos.

Adorei a forma como interpretas este dizer feito de símbolismos e de verdades.

Eu sou a Ilha
Onde nada tem idade,
A ilha de Amores
E de Eternidade.


Mas como dizes,
Esta Ilha
"É janela de Verdade".

Com carinho, agradeço,

Maria Luísa

Esta Ilha

AFRICA EM POESIA disse...

Maria Luisa
o coração e o Amor duas peças que são a mola da vida.
mas... fácil a poesa e...
difícil a vida.


O seu poemafascinou-me obrigada poe ele.

um beijinho

AFRICA EM POESIA disse...

Amiga
Espero que vá melhorado

espero que não passe tudo de um susto..
vou estar consigo .Sei o que isso é pois fiquei sempre com "marcas" ...


Um beijo grande

Humana disse...

Poema melancólico mas lindíssimo!
Acho que o silêncio da noite nos deixa mais entregues a nós próprios e nos faz sentir tudo com mais intensidade...
Desejo que melhore rápidamente e por favor vá deixando noticias.
Um beijinho.

Brown Eyes disse...

Maria Luisa lindo poema sobre a noite. Sempre preferi a noite ao dia para pensar, para reflectir, pena que não possamos usufruir dela e tenhamos que dormir para, no dia seguinte, podermos trabalhar. Não tenho passado por aqui nem por outros blogs por ter tirado um tempo para descansar. Não tenho o tempo que queria ter, trabalho o que me levava grande parte do dia. Quando chego a casa, além das tarefas de uma mulher, sinto necessidade de descansar. Tudo isto fez e faz com que tenha que deixar algumas coisas para trás e tem sido a net a escolhida. Quem sabe as coisas melhoram, não é? Sempre que poder virei visitar-te e ler os teus poemas tão profundos. Beijinhos e tudo de bom para ti.

Janita disse...

Olá Maria Luisa.
Mais outro belo poema com que nos encantas movida por esse teu infinito talento.
Minha querida, vou afastar-me por algum tempo devido a deveres que me chamam. Agradeço todos os comentários com que me tens brindado e alegrado.
Deixei um último post e ficaria muito feliz com a tua presença.
Em Setembro voltarei. Cuida bem de ti amiga.
Janita

Maria Luisa Adães disse...

África em Poesia

Agradeço sua presença e a forma como me entendeu.
Por eu saber que em poesia é mais fácil,
ligar as duas peças,
coração e amor
e na vida é muito difícil...

Escrevo meus poemas,
trago o coração e o amor e com eles, eu dou a felicidade, a alegria, o romantismo,
que tanta falta faz aos nossos dias.

Beijos e obrigada

Mª. Luísa

p.s. quanto ao problema de saúde,
estou à espera do resultado da
"Ressonância Magnética".

Agradeço o cuidado.

Agulheta disse...

Olá Maria Luísa.Desculpa esta ausência,tenho estado na outra casa e de férias,lá tenho dificuldade em abrir a net portátil,só em certas horas.Gostei do teu poema,embora um pouquinho triste,mas a verdade que quando escrevemos os sentimentos contidos saltam para o papel,neles são os pedaços de alma que estão na sombra.
Beijinho de amizade bfs.

Maria Luisa Adães disse...

Janita

Já fui ao teu blogs dizer "Adeus",
até uma próxima.

Vou sentir saudade da tua presença
e os meus versos também ficam tristes, mas aceitamos e entendemos
e esperamos a tua volta.

Beijos e felicidades

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Humanista

Poeta amiga, agradeço a tua presença e a beleza das tuas palavras, aos versos meus.

Ainda não estou bem e espero o resultado da "Ressonância Magnética".

Vou dando notícias. Encontrar-te é
sempre:

"Um murmúrio de água lenta
Num céu de prece
Separada de mim".

Sobem ramos de rosas,
Se desfolham no silêncio da noite"
...

Um abraço e obrigada,

Maria Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Brown eyes

Agradeço me escreveres tão rápido.

Me parece que te vais afastar por um tempo...
A vida é muito exigente
pede tudo
e pouco dá.

Adorei encontrar-te

"No silêncio desta Noite"...

Beijos e obrigada

Maria Luisa Adães disse...

Humana

Desculpa o erro no teu nome.

Mas anda perto, até te considero humanista, daí o engano.

Peço desculpa,

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Nilson Barcelli

Agradeço gostares do romantismo de meu poema. No fundo, não muito ao fundo, eu sou uma romântica!

Agradeço e me deu alegria a tua presença, sempre querida.

No problema de saúde, ainda estou mal
e espero o resultado da "Ressonância Magnética".


Obrigada pelo cuidado.

Com ternura,

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Agulheta

Então de férias, muito bom.

Obrigada por escreveres. O poema é
melancólico, mas traduz sentimentos de várias espécies e
e esses sentimentos, trazem lembranças boas e menos boas.

Mas o poeta é trágico, melancólico, intimista,
por natureza.

Daí a melancolia que tu sentes ao ler.

Beijos e obrigada,

Maria Luísa

beites disse...

e o descanso é assim
são momentos chatos chatinhos
horas sem fim
fofa
tem que ser mesmo assim...


depois desforras-te
se necessário for
vou aí a Lisboa
e apanhamos
uma valente pirua mesmo boa...


xoxos fofos (*_*)
e feliz fim de semana

beites disse...

e o descanso é assim
são momentos chatos chatinhos
horas sem fim
fofa
tem que ser mesmo assim...


depois desforras-te
se necessário for
vou aí a Lisboa
e apanhamos
uma valente pirua mesmo boa...


xoxos fofos (*_*)
e feliz fim de semana

Imagem e Poesia disse...

Nossa, amiga! Quanta sensibilidade!
Mais uma obra de arte!
Beijinhos
Ceiça

OutrosEncantos disse...

Maria Luísa, venho saber de ti, se já estás melhor, se está tudo a correr bem.
Quanto aos blogs, nunca é tarde, não tinhamos ainda falado deles.
Obrigada pelos links, irei lá visitar.
beijos.

Maria Luisa Adães disse...

Imagem e Poesia

Me encantou encontrar-te a às tuas palavras.

Te vou procurar!

Beijos,

M. Luísa

OutrosEncantos disse...

Desculpa Maria Luísa, não ter-te respondido logo.
Com a beleza da poesia de Calado, é mesmo assim, a gente se perde.
Gosto da tua frontalidade, gosto mesmo, muito embora às vezes me doa.
Por isso gostaria de auscultar o teu sentir de mim, aqui, principalmente porque me dás sempre a alternativa de me explicar, o que eu nem sempre tenho feito:
http://seda7selvagem.blogspot.com
Que bom que estás melhor.
Beijos

Fatima Soares disse...

Olá Maria Luísa! Engraçado que enquanto a comentava no Sapo e no seu blog devia estar a comentar-me a mim. Minha amiga se lhe posso chamar assim tb tenho estado doente com um lombalgia que nem me permite estar sentada. E estou de baixa há um ano e meio por ter fracturado o peróneo direito e só me terem operado seis meses depois. Um recuperação lenta e conturbada. Espero minha amiga que a sua ressonância não acuse nada de grave, mas sabemos que com a idade os problemas aparecem. Torço sinceramente para que tudo corra pelo melhor e deixo-lhe um grande abraço com carinho. Bom fim de semana.

Maria Luisa Adães disse...

Fatima Soares

Foi um prazer te encontrar, neste espaço.

Esse problema teu de saúde, eu desconhecia. E quando voltas a trabalhar? É difícil saber...

Eu tenho caído várias vezes e quando caio o joelho afectado é sempre o mesmo e ele reage muito mal - sempre. Por isso, (eu penso)
a "Ressonância".

Mas, embora só a tenha, daqui por uns 15 dias, segunda-feira às 16h
vou ao ortopedista, pois já não aguento as ligaduras e posso, talvez, ter algumas noticias que
acalmem meu coração.

Tenho tantas coisas a fazer...

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

OutrosEncantos

Ainda não estou assim tão bem!
Calma com essa alegria tão cheia de
alegria.

Se hoje, tiver possibilidades, vou
ao blogs que me envias.
Pretendes que eu te responda aqui
- nos 7degraus - ou no local onde vou?

Aguarda! Agradeço a tua preseça.

Até logo,

Mª. Luísa

beites disse...

pirua
borracheira
cadela
pifo

actos de degustação alcalóide
assentes na filosofia do vinho
popular momento folião
num tintinho...

mas
num retoque de melhor fazer
entender...

boas melhoras
boas sombras
bons geladinhos fresquinhos

e até chatear a cabeça à vizinha
se for caso disso...hé hé hé

xoxos fofos de amizade
/+_+\

Maria Luisa Adães disse...

Beites

verdadeiro, engraçado,
rindo do mundo,
olhando tudo,
num jeito só teu.

É bom encontrar-te e às tuas definições incontroladas,
sem maldade e com amizade.

Eis o significado do que pedi!

Bom fim de semana e bastante frio,
se possível.

Com ternura,

Mª. Luísa

OutrosEncantos disse...

Já me respondeste, Maria Luísa, alí...!

Adorei, Beijos.

Maria Luisa Adães disse...

OutrosEncantos

Já te respondi?...

Enalteço os que procuram e os que escutam,
Bendigo os isolados e os Desconhecidos deste Mundo,
Amo os agredidos e os não Entendidos.
Olho por entre a Multidão que me rodeia
E grito a minha súplica,

Estendo a minha mão...

E gosto de ti!...

M. Luísa