quarta-feira, 14 de julho de 2010

DOIS GATOS

Falo de solidão
Falo de amor
Falo de silêncio
Falo de inquietação,
Sempre!

Um amigo pensou,
Olhou as estrelas
E os astros
Nos seus contrastes
E com sua Arte,
criou...

Dois Gatos,
Verdade! _ dois gatos !                                              

Um Gato vermelho
Outro Gato preto,
Como o cintilar dos astros.

Eu os recebi
E de imediato amei,
Naquele Amor, tão meu
Naquela Arte, tão dele.

E fiquei com eles
Sensitiva, tocada
Pelo Amor, pela Arte,
Pelos meus lindos Gatos.

Por instantes breves
Como poeta que sou,
Abracei meus Gatos
Os levei e abençoei...
A Arte subtil plantada
Em meus braços.

E eles são meus
Minha companhia,
Um vermelho, outro preto.

Meus, para meu encanto
E meu quebranto.

E juntei à minha Arte
A Arte do amigo
E os meus Gatos,
Oferecidos por ele.

Uma lágrima de tinta,
Não chegou a caír.

Maria luísa

Agradeço a Manuel Santos (Leunam)
A oferta, através de sua Arte
De  dois Gatos,

Um vermelho,
O outro preto!

30 comentários:

pekenasutopias disse...

Caramba, amiga! Ficou lindo! Lindíssimo, o logotipo que o Leunam criou para ti!!!
Sei que deves estar no médico ou a caminhar para lá... lerás quando chegares. Eu também estou quase, quase a "ser posta na rua" :), está na hora de encerrarem o centro...
Mas eu acho que ninguém leu ainda o sonetozinho de improviso que criei para o pekenasutopias...
Bjo e até amanhã!

Maria Luisa Adães disse...

Pekenasutopias

Obrigada por gostares. Só não sei se também gostaste do poema.

Um abraço

Mª. Luísa

OutrosEncantos disse...

Que lindo Maria Luísa, esse teu selo que teu amigo desenhou para ti!Tão lindo, vou espreitar o cantinho dele, mais logo e também os teus outros, que ainda não visitei..., sorry!!!

Mas..., não menos belo foi o teu agradecimento pelo carinho dado!
As palavras escorrem-te da alma com extrema facilidade e cheias de sensibilidade. Belissimo o teu poema.

Beijos de até logo.
(e como está a tua saúde? espero que estejas a recuperar bem :) )

Vitor disse...

Dois gatos,e uma "gata"
Poesia tanta
Que arrepia
Não fosse as unhas da dita
Um prodigio na escrita
Em textos de poesia

Bj*

beites disse...

assim descritos
fico a gostar de gatos

+_+

feliz noite
xoxo

Maria Luisa Adães disse...

Beites

Obrigada por gostares.

E ficaste a gostar de Gatos!
São dois os meus gatos,
Um vermelho
Outro preto.

Também tenho o Artista
Que mos ofereceu
E eu própria,
No instante em que escrevi
Fui uma Gata,
Transformada...

Um abraço,

Mª. Luísa

Todos os animais eu amo
não posso dizer o mesmo
De algumas pessoas.
Lamento.
Mas não posso!

Maria Luisa Adães disse...

OutrosEncantos

O meu amigo é um Artista!
E me ofereceu dois gatos
Um vermelho
outro preto.

E eu lhe ofereci meus versos, em
toca dos meus lindos gatos.

Obrigada por gostares e seres minha amiga.

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Vitor

Dois gatos,
Um Artista
E eu transformada,
Numa gata.

Linda, tua forma poética
De análise, tão a meu gosto!

Beijo de carinho,

Mª. Luísa

Anónimo disse...

luadoceu

ola amiga
adoro gatos
tenho um, amarelinho,olhos castanhos claros, um amor da minha vida
e adorei o que escreveste
c estas amiga?
beijinhos

Maria Luisa Adães disse...

Luadoceu

olá amiga minha,

Espero que as férias tenham sido boas que a pequenina esteja bem e
tu e o resto da familia, muito bem.
Tu mereces!

"Dois gatos2 foi a resposta a um Artista do googles pela gentileza
de criar através de sua arte, um
selo a não copiar, em oferta pelo que escrevo.
Eu escrevi "Dois gatos" a agradecer.

Se os quiseres ver no blogs do artista, vai ao selo no cimo, clica e encontras o poema e os «Gatos»

Por agora, apenas posso receber-te
no google, onde nos encontramos.
sempre que te encontrar, te respondo.
Beijos ao gato, a ti, à pequenina e
familia.
Mas vai ao blogs, onde está o poema
e comenta como sabes e diz seres minha amiga.
Clicas no selo, no cimo , e vais directa.

Amei encontrar-te!

Mª. Luísa

MC disse...

Adorei,

"Dois Gatos"

Cheios de simbolismo e de ternura.

MC

Mona Lisa disse...

Olá Luisa

Um "mimo" especial para uma pessoa tão "especial"...Tu!

Belo o poema com que retribuiste o "mimo" recebido.

Bjs.

Maria Luisa Adães disse...

Mona Lisa

És um encanto de Senhora.
Sabes isso, não sabes?

Eu também acho "Dois Gatos" um
encanto e o escrevi, como agradecimento à gentileza.

Adoro animais e escrever sobre eles, é uma maravilha.
Fiquei doida de contente!

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa

Nilson Barcelli disse...

Gatos pretos há muitos, mas vermelhos nunca vi...
Belo poema, querida amiga. Gostei.
Beijos.

Vieira Calado disse...

Claro que é surrealismo...

Um gato vermelho só pintado...

por um gato vermelho!

Saudações poéticas

Maria Luisa Adães disse...

Nilson Barcelli

É um gato surrealista.

Sabes eu adoro a profusão de cores
e os dois gatos me foram oferecidos por um amigo.

Eu pedi o gato vermelho,
ele mandou Dois...
Um vermelho e um preto.

Feliz por te encontrar, poeta amigo
e obrigada.


Maria Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Vieira Calado

Encantada por o encontrar.
A sua poesia
canta e encanta.

E me encantou
Seu canto de Magia!...


"Dois Gatos"

O vermelho é surrealista, como o define, pintado por outro gato vermelho que se escondeu e deixou entrar o gato preto.
Eu os adorei!

Obrigada por sua presença, neste blogs.

Maria Luísa

beites disse...

desafio no blog

e feliz fim de semana
xoxos

Maria Luisa Adães disse...

Joca

De certa forma, um desafio ainda a ser contado, mas trabalhoso.

Para ti e todos a quem amas, feliz final de tarde, Boa Noite e Bom
Domingo.

Bºs. da amiga,

M. Luísa

MIGUXA disse...

Maria Luísa,

Só quem como tu gosta de animais, poderia gostar de dois gatos, um a preto, outro a vermelho, são surreais mas, belos...e, como a arte não morre sem resposta, devolves o carinho, com um belo poema aos "DOIS GATOS" - Amei!!!

Beijos com ternura
Margarida

Fátima disse...

Sensibilidade em forma de agradecimento, seus são os gatos, dele teu belo "dois gatos".

Tempos não venho aqui, estava com saudade, esta tudo bem?

Beijos meu

Maria Luisa Adães disse...

Fátima

Agradeço tua vinda aos "Dois Gatos".

Perguntas se está tudo bem, Agradeço a amabilidade, mas de saúde, não está nada bem!

Beijos o obrigada.

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Miguxa

Agradeço encontrar-te.

O meu silêncio, por aí, deve-se a problemas de saúde.

Muito bom gostares de "meus Doid Gatos"

Com ternura,

Mª. luísa

pekenasutopias disse...

Estou preocupada contigo... ainda não publicaste mais nada... estás bem? Como vai o teu joelho?
É esta semana que tens o relatório da RM, não é?
Abraço grande!

Maria Luisa Adães disse...

M. João

Não estejas preocupada; passei um sábado mau e tive de ir ás urgências. Agora vou ao médico (consultório) e depois de ficar melhor, falo contigo.

Obrigada pelo cuidado. não fiques preocupada. O pior parece já ter passado.

Um beijo grande,

M. L.

OutrosEncantos disse...

Menina, venho saber de ti!
Como está afinal a tua saúde?!
Aguardo notícias tuas.
Beijos.

Maria Luisa Adães disse...

OutrosEncantos

já estive no teu blogs. Deixei a resposta à pergunta que, com tanto humanismo e amor ao teu próximo, me fazes...

Grata por te encontrar e pelo teu cuidado.

Maria Luísa

Anónimo disse...

muito interessante a história dos dois gatos:

um vermelho
outro preto.

Bonito e original!

Caminhante

João Costa Filho disse...

Querida amiga e poeta Maria Luísa, dois gatos de presente, presentes, em tons de amizade e poesia a se confundirem em ti, em teus versos e amplexos só teus. Sentes gatos, sentes cães, sentes vida em selos, como a marca do Zorro, agora gatearás coloridamente em teus escritos, escriba que és de lindos poemas...
Lindos versos
Obrigado plea tua amizade
beijos
João Costa filho

Maria Luisa Adães disse...

JoãoCFilho

Que alegria senti
ao te encontrar
neste lugar.

Meu amigo Poeta,
Quanta saudade
de teus versos.

Nada passou
tudo ficou
e com o Tudo,
veio ao cimo
o Todo,
de nossas vidas
de poetas errantes...

Mas chegaste, enfim
e gostaste, de meus versos.

Te agradeço e lá pelo "Cristo Redentor", possa o vosso Inverno
não ser muito agreste.

Com alegria, reconheceste meus dois
gatos:

Um gato vermelho
Um gato preto.

Com ternura agradecida,

Maria Luísa