sexta-feira, 23 de abril de 2010

Rosas Vermelhas


Pedi um ramo de rosas
Vermelhas,
Sensuais,
Salpicadas de orvalho,
Ardentes
Como nós somos.

E tu de olhar solene
Recusaste sem falar,
As rosas vermelhas
Do meu sonho
De encantar.

Recusaste,
Não analisaste,
Indiferente
Ao meu pedir,
Por eu escrever
Sobre as rosas
Do meu jardim
E não escrever
O amor por ti.

Recusaste,
Ollhaste em frente
Absorto
E que viste?

Rosas de várias cores
Desfolhando luz e amor
No jardim de mil tons,
Mas sem o calor
Das rosas vermelhas de cor,
Do meu amor sensual, ardente.

E faço gáudio
Em ter rosas vermelhas,
Como o sangue
Que grita,
Como o sensual
Que exalta
E nos lembra
O primeiro amor,
Feito de fogo e dor.

Mas nunca mais esquece,
O calor daquele fado
Que canta, sem cantar
E o que se escreve
Sem escrever.

E por tudo isso
Recusaste,
As rosas vermelhas
Que te pedi.

Que cruel foste,
Meu amor!

Maria Luísa

28 comentários:

Agulheta disse...

Olá Maria Luísa.Aqui vem a tua amiga a que chamas( caixa de pandora)só sei que sou uma mulher de emoções,e gostei tanto deste poema sensual,com cheiro de rosas vermelhas que qualquer mulher adora,claro está fora as palavras que foram por inteiro.
Beijinho doce bfs da amiga Lisa

Maria Luisa Adães disse...

Lisa

Em locais diferentes nos encontramos, mas a nossa amizade
predomina e venceu.

Grata por tuas palavras ao meu poema "Rosas Vermelhas".

Já estive no teu blogs, há momentos.

Beijos,

Mª. Luísa

jabeiteslp disse...

olá Luisa

bela alma de mulher...

beijinhos
e muito muito feliz fim de semana

tossan disse...

Aqui há poesia. Pura poesia! Beijo

Pelos caminhos da vida. disse...

Hum... que cheirinho gostoso exalou desse lindo poema.

beijooo.

Ana Lucia Franco disse...

Maria Luisa, música, perfume, desejo, delicadeza, algo além das palavras se capta em teu poema. Bonito!

bjs.

Tenho um modesto blog de poesia. Visite quando quiser.

Maria Luisa Adães disse...

Ana

Agradeço tuas palavras e tua presença neste poema.

Visitei teus lilases e adorei.

Beijo,

Maria Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Tossan

Teu comentário, me deu tranquilidade
espiritual!

Beijo,

Maria Luísa

Maria Luisa Adães disse...

jabeiteslp

Obrigada por gostares.

Adorei encontrar-te!

beijo terno,

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Pelos Caminhos da Vida

Fiquei feliz com sua presença e suas palavras falando do aroma das
Rosas Vermelhas.

Beijo,

Maria Luísa

MC disse...

E tu pediste um ramo de "Rosas Vermelhas" e teu amor indiferente ficou, como se não ouvisse teu pedido.
Talvez não tenha ouvido, muito menos pressentido.

Mas o poema é lindo, quente, ardente, delicado.

Beijo.

MC

Anónimo disse...

Pediste um ramo de "Rosas Vermelhas" pedido simples com algumas nuances mais complicadas.

Foste ouvida com indiferença
que até pode não ser indiferença,
mas amor.
Há tanta forma de dar amor,
mesmo sem escutar
e não responder, aos pedidos que se fazem simples, mas com sabor ao
perfume das rosas, por exemplo.


Mas te digo, o poema é muito lindo
e se o não te oferecendo as rosas, deu origem ao poema, bendito
indiferente que fez nascer, esta beleza.

Adónis

Imagem e Poesia disse...

Amo rosas vermelhas. São a representação da paixão.
Gostei muito de teu escrito também, como sempre.
Beijinhos
Ceiça

Maria Luisa Adães disse...

Ceiça

grata pela tua presença e tuas palavras.

Maria Luísa

Graça Pereira disse...

Tambem eu gosto de rosas vermelhas, salpicadas de paixão e amor!
Qual a mulher que nunca as recebeu?Recordo como o meu coração se alargava no perfume que me ficava nas mãos...Há milagres nestes gestos de amor...
E nas tuas Rosas Vermelhas, há sedução, ciúme, entrega...
Mas nas rosas de várias cores, dispostas com imaginação, atadas em segredo e sem palavras, podem esconder tantos recados...
Mas tu perferias as rosas vermelhas, sensuais...pela lembrança do calor dos corpos que se apertam e se festejam...
Sensual e linda a tua poesia...como uma rosa vermelha!
Beijo e boa semana.
Graça

Lilá(s) disse...

Vim fazer uma visita e encontrei este perfume forte de rosas vermelhas! lindo!
Bjs

Manuela disse...

Amiga Luisa, que linda a sua imagem.
Gostei de a ver aqui, não conhecia a sua face.
Gostei mesmo.
Desejo uma boa semana.
Bj
Manuela

Maria Luisa Adães disse...

Manuela

Adorei encontrar-te e à beleza e suavidade de tuas palavras, à minha
pessoa.

Obrigada, minha amiga,

Maria Luísa

Anónimo disse...

Rosas Vermelhas

É também um belo poema de amor!

Anthos

Anónimo disse...

Rosas

Sensuais, ardentes, perfumadas dos
jardins ou dos campos.

ROSAS QUE AS MULHERES, COMO EU E TU
ou outras que desconhecemos, mas são mulheres e Adoram!

Analidio

RETIRO do ÉDEN disse...

Um lindo ramo de rosas lhe enviamos com o nosso carinho e agradecimento.
O Mário e sua mãe, estão caminhando no sentido das melhoras e possível cura.
Seu poema está lindo.
Um forte abraço
Mer

Mona Lisa disse...

Olá

Um poema forte e sensual, onde li tristeza, desilusão.

Bjs.

Manuela disse...

Amiga vim convidar para participar nos meus anos de casamento.
Bj e Obrigada por ser minha amiga.
Boa semana para si.
Bj
Manuela

Nilson Barcelli disse...

Li este e mais alguns poemas.
E gostei. Escreves bem, com segurança e a tua poesia é agradável de ler.
Parabéns pela qualidade literária que já vi e espero continuar a ver.
Obrigado pela tua visita, volta sempre.
Beijos.

guru martins disse...

...a lembrança
pra ele
devia doer mais
do que a pequena
crueldade da recusa...

bj

Maria João disse...

Finalmente consegui entrar como utilizadora... só não consegui, ainda, ir à cx de correio... mas vim aos 7degraus sentir a beleza das tuas rosas vermelhas.
Enorme abraço!

Eduardo Miguel Pardo disse...

Farta como é a vida perfeita não consebe que se morra de sede em frente a tanta água, suas palavras dão esperança trazem alegria e motivam.
Adoro suas visitas e comentários, abraço grande.

MeuSom disse...
Este comentário foi removido pelo autor.