segunda-feira, 9 de março de 2015

IMAGINAÇÃO

É tudo imaginação                        
         Maria Lais Fett/ Rio Grande do Sul/Brasil       

Ou é tudo memória?

Não, não é,
Nem imaginação
Nem memória

Não aceitas o cantar
Não aceitas o amor
De quem os canta
Não aceitas!...

É o viver
De coisas esquecidas
Adoradas
Amadas 
Perdidas

E tu não aceitas
Eu nada dizer
E fazer do silêncio
Um escudo de entender

Eu apenas quero
Chegar ao teu lugar
Te abraçar, te amar
E calar o meu sentir

E mais tarde...
O traduzir 
Nos meus versos

As palavras tímidas
De quem gosta do amor
Da entrega a esse amor
E do silêncio protetor
Dessa mesma entrega

Esse amor
Veio para servir
Morrer e esquecer

E depois...
Apenas tu existes!

E pergunto
Quem és tu?

Não há resposta!...


Maria Luísa Adães

Visualizações :  138


23 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde
Parabéns pelo poema. Lindo de mais.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Maria Luisa Adães disse...

Agradeço,

Maria Luísa

emanuel moura disse...

Precioso momento de poesia querida amiga ,desejo-lhe uma semana muito feliz ,beijinhos no coraçao.

Ana Bailune disse...

belíssimo! Os altos e baixos do amor...
Boa tarde!

Anónimo disse...

Lindos sempre os teus versos.
Beijos com ternura

Margarida Sampedro

Santa Cruz disse...

Maria Luisa: Belo poema gostei muito de ler parabéns.
Beijos
Santa Cruz

Ingrid disse...

Somos tantas e nenhuma...
A importância está no caminhar e no sentir,seja de que forma for.
Saudades já.
beijos muitos.

Bell disse...

Aprendi que o silêncio tb é uma resposta embora nem sempre a gente entenda.

bjokas =)

Carmem Grinheiro disse...

Olá Maria Luisa,
Belo poema e tão grandes questões.
E um amor para servir e morrer por fim - lembrou-me amor de mãe: também esse, amor protetor, que serve, e depois eclipsa-se algures no tempo, esquecido.

bj amg

Maria Luisa Adães disse...

Carmem Grinheiro

Talvez seja esse amor protetor
esquecido no tempo...

Parabéns pelo deu descernimento

Maria Luisa Adães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Luisa Adães disse...

Ressalvo . "seu"

Mª. Luísa

Benó disse...

Um pouco de quem escreve no que se escreve.Gostei.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Maria Luisa!

Amor, sentimento nem sempre fácil de entender pelo outro, e ainda mais difícil de gerir a dois...

Bonito poema!
Um abraço e boa semana.
Vitor

Graça Pires disse...

A emotividade toda nas palavras e nos silêncios...
Beijo.

Mar Arável disse...

Sempre à pergunta

Majo disse...

*
~ ~ Também tenho memórias
~ ~ perdidas no tempo,
~ ~ meio reais,
~ ~ meio imaginadas
~ ~ e, mesmo,
~ ~ reinventadas.

~~~ Dias aprazíveis. ~~~
~~~~~~~~~~~~~

Manuel disse...

É um pouco de tudo!
Afinal, muitas das nossas memórias, fazem parte da nossa imaginação.
Mas de uma coisa tenho a certeza, li mais um belo poema.
Bom fim de semana!

Franziska disse...

Y no hay una respuesta a tantas preguntas. Y la vida no es solo imaginación y sueños trastocados.
El alma necesita realidades, palabras. y amores y la vida se va y se agota en esa espera. Muy tierno y delicado poema.

Hace algún tiempo que no he podido venir a disfrutar de la lectura de tu poesía porque tampoco he podido publicar ni ocuparme de mis blogs a causa de ciertos problemas familiares y de salud personal. De cualquier manera, no son infrecuentes mis "tiempos ddiscontinuos" en mi vida de bloguera.

Me dejaste unos preciosos versos que te agradecí y que he leído recientemente. Estoy muy agradecida por esa atención. Eres una persona muy especial y amable. Gracias. Un abrazo. Franziska

marga disse...

Muchas gracias por visitarme, es para mí un honor tener en mi blog a alguien que estuvo en Egipto :)
Me gustó conocer tu blog y las cosas que escribes.
Hasta pronto, abrazos :)

Graça Pereira disse...

Toda a vida são memórias...umas, que se viveram, outras ficarão na saudade!!
Lindo sempre o que escreves.
Mil beijos
Graça

marga disse...

Maria Luisa, estoy emocionada con tu comentario una vez más, puedo sentir esa magia del río Nilo a pesar de no haber estado nunca en Egipto, puedo sentirla y entender tu emoción a través de tus letras.
Eres adorable y especial para mí.
Estoy feliz de encontrarte.

Maria Rodrigues disse...

Belissimo poema.
Ontem foi dia Mundial da poesia, não deu para vir felicitá-la mas deixo hoje, os meus sinceros Parabéns e o meu obrigado, pelos momentos especiais que nos oferece, através das suas poesias.
Beijinhos
Maria