segunda-feira, 20 de outubro de 2014

E DISSE ADEUS...

Afastei-me dos lugares que amei    
internet/ Salvador Dalí

E disse adeus...

Aromas, sons, cores
Mares, caminhos, família
E amigos
Que nunca encontrei

E acabei por amar outras terras
E outros lugares

Troquei minha vida  por ti
E disse adeus ao outro adeus
E meu viver
Se tornou num adeus

Não há dúvidas que morri
Há tantas formas de morrer...

E comecei a gostar da solidão
E comecei a gostar de minha sombra
E comecei a gostar de outras sombras

Mas em cada caminho me acorrentei
E ao teu amor me entreguei

E enquanto te amei
Tudo esqueci!

Sensual e mística
Caminhei voluptuosa
De forma sinuosa
Nas asas do teu vento

Gostei do teu abrigo
Da música ao entardecer
Da  tua boca única
E tu sabes beijar...

E fico com o adeus
Sempre presente
A recordar o outro adeus!


Maria Luísa Adães


Visualizações :  200

20 Outubro de 2014

24 comentários:

Maré Viva disse...

Todo o "adeus" é uma faca que corta uma vida ao meio, mas é preciso não esquecer que há muita coisa linda que pode acontecer depois do adeus...
Um beijo de carinho.

Maria Luisa Adães disse...

Maré Viva

Há, é verdade, "muita coisa linda que pode acontecer depois do adeus..."

Agradecimentos, meus.

Maria Luísa

miguxa(0meucorreio@sapo.pt disse...

Amei!!!

A vida é feita disso mesmo, minha querida Maria Luísa... cada dia que passa é um adeus à vida, a que vivemos e a que sonhámos viver...ficam os "momentos", doces memórias e a esperança de poder dizer adeus de novo...

Bjos com ternura
margarida sampedro

Mar Arável disse...

Estamos sempre a desnascer

Cidália Ferreira disse...

Boa noite

Poema bom demais, que nem sei se o consigo comentar....Apenas que deixamos tudo por um amor,e nada vimos em nosso redor! AMEI.

Um beijinho

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

emanuel moura disse...

Nem sempre um adeus significa um fim ,mas um principio para outros momentos e caminhos da vida ,muitos beijinhos e uma feliz semana .

luís rodrigues coelho Coelho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luís rodrigues coelho Coelho disse...

Solidão palavra dura
Ama-la é servir a tortura
É caminhar no silêncio
Que lentamente nos sepulta.

heretico disse...

largamos a pele muitas vezes - e são largos os caminhos...

beijo

fernando disse...

Matia Luisa


- Vem. Vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe. Faz a hora
Não espera acontecer! -


Jc

Anónimo disse...

"O tempo caminha apressado
eu não tenho a pressa do tempo

E por vezes em momentos amados
Eu mando parar o tempo..."

Feiticeira
como mandas parar o tempo
como dizes em teus versos?

Eu não sei parar o tempo
Ensina-me a magia de parar "em momentos amados"...

como dizes nos: Amigos Maria Luísa
Facebook

Me adere ao teu grupo fechado,
demasiado fechado...

Augusto

MARILENE disse...

A cada passo deixamos outro para trás. Traz-nos saudade, mas é imposição da vida o caminhar. Muitos adeus dizemos, alguns porque se fizeram necessários,o que não apaga as marcas que por eles carregamos. Bjs.

Graça Pires disse...

Estamos sempre a dizer adeus a alguma coisa. Mas há sempre algo que acontece a seguir e nos faz recomeçar...
Um beijo.

Maria Rodrigues disse...

Em cada adeus morremos um pouquinho, mesmo que um novo começar esteja no horizonte.
Maravilhoso poema.
Beijinhos
Maria

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Maria Luisa!

Uma linda forma de descrever um grande amor.E de tudo o que por ele se pode fazer: dizer adeus ao mundo conhecido, e por ele partir à aventura...

Um abraço e boa semana.
Vitor

Manuel disse...

Linda!
Nostálgica e muito apaixonada.
Um caminhar na vida na procura do amor.
Como sempre, de grande beleza.

Maria Luisa Adães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Evandro L. Mezadri disse...

Belíssima obra, Maria Luisa!
Reflexiva, tocante!
Grande abraço, sucesso e um ótimo final de semana!

fernando disse...

Maria Luisa

Como vejo muito mal. Li de novo o Poema: Disse Adeus ..

...E amigos
Que nunca encontrei...

Não pode ser verdade!

Leia o Seu Blogue. E Veja Como lhe mandam muitos Beijos e Abraços!

Jc

Manuel disse...

Só para deixar um beijinho e desejar que tudo corra como deseja.
Obrigado pelo carinho e motivação.

Santa Cruz disse...

Luísa; Gostei de ler o teu poema, mas esse adeus deixa sempre cicatrizes, mas não vamos perder a esperança que outras coisas belas podem vir acontecer mesmo depois desse adeus.
Beijos
Santa Cruz

Anónimo disse...

Gostei de teu poema

Espetacular tua forma de dizer!

Augusto

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Maria luíza
Quanto adeus carregamos pela vida afora e não temos como negá-lo...
Lindo poema que diz verdade do coração!!!
Bjm fraterno

Ingrid disse...

por vezes um adeus é um recomeço..
novos horizontes.
beijos amada minha!