sexta-feira, 1 de agosto de 2014

DE LONGE

Venho de longe              
Internet

De países distantes
Acompanho o mundo
E longe de tudo
De olhar atento
Eu vejo um deserto de dor!

O mundo à superfície
Se espreguiçou indiferente
E matou...

A loucura se acendeu
Em mil fogueiras
Se transformou

A natureza é bela
A beleza é cruel

Apenas o pranto
E a bruma
Enluta os ares

Não há lugares
Apenas quimeras
Vidas ceifadas
Almas perdidas
E destroços de miséria.

E meus braços se abrem
Minhas pálpebras
Se cobrem de cinzas

Apenas tenho
Minha voz 
E minhas palavras

E mais nada!...

Maria Luísa Adães

Visualizações :  171

4 de Agosto, 2014 

22 comentários:

AMBAR disse...

Hola amiga María Luisa.
Hoy en tus letras nos describes la vida tal cual es, mucha miseria y amrgura y pocas alegrías.
Pero agradezco contigo, esas palabreas y esa voz, que grita alto y claro, a pesar de todo eso la vida es bella.
ya he vuelto de mi viaje y acabo de publicar hoy.
Un abrazo.
Ambar

Maria Luisa Adães disse...

Ambar

Amei te encontrar por aqui com tua presença e belas palavras. Agradeço,

Maria Luísa

Mar Arável disse...

... e já é tanto

minha amiga

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi amiga Maria Luisa,quantas verdades nesse seu poetar.
Temos um gosto amargo e lágrimas que caem ao vermos o que está acontecendo com o mundo.
Parabéns pelos lindos versos.
bjs e muita luz.
Carmen Lúcia.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

A realidade dos nossos dias são a guerra, a fome e tantas miséria que nos deviam envergonhar.
Como é possível neste tempo continuarem a matar pessoas indefesas e aroubar-lhes a liberdade

emanuel moura disse...

Uma realidade triste que clama por esperança e paz neste mundo que caminha a dois tempos ,beijinhos

✿ chica disse...

Maravilha,Maria Luiza!! bjs,chica

PAULO TAMBURRO. disse...

MARIA LUISA,

você continua tendo tudo:A sua voz para gritar pelo mundo e pela vida!

Um pedido: Visite amiga virtual,o blog FRAGMENTOS AO ACASO,que substituiu,SEXO É UM PRODUTO DE CONSUMO,que cumpriu sua função e objetivos.

FRAGMENTOS AO ACASO, são narrativas que certamente irão levar a todos a uma reflexão existencial.

Seu comentário é essencial, já que você é uma das minhas seguidoras.

Um abração carioca

Jose disse...

Es una cruda realidad la que en esta época estamos asistiendo con gran pena y dolor, que estén muriendo niños y mayores sin tener culpa de nada, sólo por el afán de esas mentes descerebradas que se quieren a todos imponer.

Saludos

Anónimo disse...

Teu poema fala indiretamente
do que se passa no mundo e está, absolutamente, integrado no momento presente!

Por isso, teus olhos se enchem de cinzas e de lágrimas que não caem
pelos que morrem por culpa dos Grandes que comandam o mundo.

E ainda nenhuma voz se levantou.
Que se espera deste silêncio?

Atirar culpas a quem necessita de Paz? Colocar Israel e a faixa de Gaza como culpados?
Nenhum deles é culpado, mas os Senhores do Mundo são culpados!

Desculpa, mas o teu poema nas entrelinhas fala e muito bem.,dos que morrem sem culpas!

Não podes trazer o assunto ao Cimo, eu sei e compreendo!

Belo e triste o teu poema!

A.A,

Evanir disse...

Boa Noite Amiga Do Meu Coração.
Seu poema mexeu muito comigo
parece ler minha alma cansada.
Sei que compreende o que realmente estou querendo dizer.
Tenho passado momentos angustiantes
o desejo de desistir de tudo não ir atrás de nada mais.
Tudo parece impossivel para mim nesse momento.
A dor que trago no peito
só Deus para tirar .
Amiga sabes o quanto te amo
e quanto conto me encontrar contigo no final de ano.
Deus te cubra de benção .
Beijos da sua amiga.
Evanir.
Ate Sempre.

Nilson Barcelli disse...

O mundo está cheio de fogueiras que matam gente inocente, incluindo muitas crianças.
E ninguém faz nada que se veja...
Magnífico poema, gostei imenso. Um grito de revolta que representa o sentir de toda a gente de paz.
Maria Luísa, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Graça Pires disse...

Ter voz e palavras pode ser quase tudo, amiga. Um poema para pensar...
Beijo.

DE-PROPOSITO disse...

Vidas ceifadas
Almas perdidas
E destroços de miséria.
---------
Uma realidade nua e crua, neste mundo que nos rodeia.
---
Felicidades
MANUEL

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Maria Luíza
Gostei dos braços abertos... para almas perdidas em miséria da alma...
Bjm fraterno de paz e bem

Evanir disse...

Nesse Domingo comemora o dia dos pais
muitos como eu já não tem mais
a alegria da presença física de pai.
Por isso de alguma forma nesse dia
procuro estar feliz da forma
que meu pai sempre gostou.
Com certeza ficaria muito chateado
se pudesse me ver chorar nesse dia.
Guardo na memoria um pai que
mesmo sendo bravo a moda antiga.
Fui muito amada..
recordo com infinita saudades
quando brincava passando em meu rosto,
a barba por fazer.
Do almoço Domingueiro onde
minha mãe fazia a pasta
deliciosa que ela fazia.
Um abençoado final de semana.
Feliz dia dos pais independente
da Circunstância.
Beijos no coração carinhos na alma.
Saudades minha querida.
Ate Sempre.

Giancarlo disse...

Buone vacanze...ciao.

Nilson Barcelli disse...

Reli o teu maravilhoso poema.
E gostei de o fazer.
Maria Luísa, tem uma boa semana.
Beijo.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Maria Luisa!

Não é pelo facto de nos termos por mais civilizados que nos tornámos melhores.Neste mundo onde poder e princípios nunca andam de mão dadas, ou os poderosos nunca o chegariam a ser...
E quem tem mais sensibilidade sente e sofre, quase sempre sem nada poder fazer.

Bonito poema, sobre uma feia realidade.

Um abraço e boa semana.
Vitor

vendedor de ilusão disse...

Olá, cara e estimada amiga.
Depois de longa ausência, volto a lhe visitar e o faço me expressando em poucas palavras:
“Que a Luz do Sagrado ilumine o vosso caminho...”
Aceite meu abraço e até mais!

Manuel disse...

Agora tenho a minha voz.

Além da voz tem a palavra e esse dom que só é dado aos poetas, essa magia que nos encanta e nos faz sonhar.
Beijinho

Fantasía Y Realidad disse...

Hola Maria Luisa,solo vengo a dejarle mi respeto y mi cariño deseando se encuentre bien.

Hoy no se por qué me acordé de usted.

Abrazos!!