quarta-feira, 29 de agosto de 2012

E disse adeus...

Imagem internet
Afastei-me dos lugares que amei
E disse adeus...

Aromas
Sons
Cores
Caminho
Família
E os amigos
Que nunca encontrei.

E acabei por amar outras terras
E outros lugares
Troquei minha vida
Por ti
E disse adeus
Ao outro adeus
E minha exixtência se tornou num adeus.

Não há dúvidas que morri
Há tantas formas de morrer.

E comecei a gostar da solidão
E comecei a gostar da minha sombra
E comecei a gostar das outras sombras.

Mas em cada caminho me acorrentei
E ao teu amor me entreguei.

E enquanto te amei
Tudo esqueci.

Sensual e mística
Caminhei voluptuosa
De forma sinuosa
Nas asas do teu vento.

Gostei do teu abrigo
Da tua música ao entardecer
Dos teus beijos únicos...
E tu sabes beijar!

E com o adeus
Sempre presente
A recordar
O primeiro adeus.

Te amo!

Maria Luísa Adães

44 comentários:

manuel marques Arroz disse...

"Em amor, não há último adeus, senão aquele que se não diz."

Beijo.

Maria Luisa Adães disse...

Talvez tenha razão, mas não no simbolismo deste poema!
Obrigada pela sua presença e palavras.

Maria Luísa

ricardo alves disse...

lindo!

Maria Luisa Adães disse...

Obrigada ricardo alves por me teres entendido!

Mª. Luísa

✿ chica disse...

Maravilhosa e cheia de sentimentos,tua poesia! beijos,chica

Maria Luisa Adães disse...

chica

Que bom te encontrar e por gostares

Maria Luísa

Tunin disse...

Os sentimentos abundaram em tua poesia. Linda!
Abração.

Arnoldo Pimentel disse...

Todo adeus é um novo começo.Lindo poema.Parabéns.

Graça Pereira disse...

Na vida...estamos sempre a dizer adeus! Acredito que, no nosso cais, só há lugar para despedidas.
Como te entendo, minha Amiga!!
Mil beijos
Graça

Anónimo disse...

Com alegria te encontro e ao poema onde não falta a beleza, a métrica,
a sensibilidade e o falar de ti para todos nós...

"Te amo!"

M.C.

Maria João Brito de Sousa disse...

Excelente poema em que não existe sombra de "adeus" senão o que é utilizado enquanto verbo/palavra... este é um poema de presença. De intensa e continuada presença, de retorno, de continuidade...

Um enorme abraço, Maria Luísa!

Ingrid disse...

e amar amando teus versos..
amar no adeus de letras únicas..
as tuas..
beijos querida..

Toninhobira disse...

E mesmo assim disse adeus e toda uma sequencia em forma de avalanche se processa,assim é o amor em todas suas facetas.Parece que há uma repetição e sempre queremos o amor que nos embala e inspira para lindas poesias.
Meu terno abraço Luisa com minha admiração.

Maria Luisa Adães disse...

Mª. Joao Britp Sousa

Olá poetisa, na realidade é um Adeus de Presença...

Obrigada,

Maria Luísa

Calu disse...

Nas vertentes dos caminhos, o que ganhamos , o que deixamos, vão adornando nossa estrada de vida com flores, ou com pedrinhas.

Olá poetisa Maria Luísa.Cá estou a desfrutar destes intensos versos que nos presenteia.
Seja bem-vinda lá no blog.
Bjinhos,
Calu

beites disse...


somos eternos
morremos as mazelas

renascemos delas...


uma joca toda fofa
dos calhaus da Serra...

Mar Arável disse...

O ciclo das marés

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo seu blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo seu blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

Lu Rosário disse...

Lembrou-me o entregar-se à algum deus no Olimpo..rs

Beijos.

Álvaro Lins disse...

Dizer adeus é muito tempo:)!
Tenho a sensação que estou prestes a "subir"!
Abraço

Ana Paula disse...

Lindo. Obrigada Maria Luisa, por me proporcionar a leitura dos seus maravilhosos poemas. Um abraço.

La Gata Coqueta disse...



María Luisa, cada mañana
La vida florece…
Y extiende sus brazos
Hacia el cielo
Abrazando
El hermoso concepto
De la amistad...

¡¡Feliz domingo te deseo en un brote de silencio!!
Atentamente
María Del Carmen


POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

No que se diz a respeito do estilo poético podemos comparar o poeta que possui uma mente exercitada a um profissional da beleza, o qual deixa os seus clientes satisfeitos com o resultado final apresentado do seu trabalho. Poeta Francis Perot

Nilson Barcelli disse...

O amor pode obrigar a tomar decisões na vida, levando a que seja necessário dizer adeus a outras coisas menos importantes...
Magnífico poema, gostei imenso.
Maria Luísa, minha querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.
(a voltar de férias, aos poucos...)

Maribel G. M disse...

Muchas gracias Mª Luisa por tu visita y dejarme tus palabras.
Con tu permiso me quedo en tu casa.
Un beso y buen día

Julie disse...

Hermoso poema. Mi felicitación y cariño.

José María Souza Costa disse...

Estimada, Maria Luiza
A Vida, eternamente nos convida a mudar, e muitas outras tantas, a seguir em direção contraria, onde outras tantas imaginavamos está a felicidade
Aproveito para lhe desejar um fim de semana, agradavel
Fiquei orgulhosos, de você ter comentado no meu blogue
Força, felicidade e Sorte

beites disse...

só desejar um bom
e feliz fim de semana...^_

xoxo dos calhaus...

beites disse...

olá
passei para desejar também uma bela noite...sem mazelas...~_

Sou uma bruxinha do bem!! disse...

Olá lindas postagens parabéns.
Obrigada por sua visita volte sempre beijos.

Sor.Cecilia Codina Masachs disse...

Hola mi querida Mª luisa, ya tengo arreglado el correo hotmail, pero el navegador no está bien, me cuesta poner las entradas.
me ha gustado su poema, «me gusta tu soledad»
Estoy a tu lado.
Con ternura
Sor.Cecilia

free internet download manager 6.12 build 12 full version disse...

nice,thanks

Kiss

Unai disse...

Bellisimo poema,

que tengas un buen dia

Evanir disse...

Bom Dia Amiga Amada.
Seu poema mexeu muito comigo,
pois dizer |Adeus é sempre muito triste independente do motivo.]
Dizer Adeus a uma amiga é triste dizer Adeus pra sempre das nossas dores
física talvez não tão ruim assim .
Tem momentos que estamos tão cansados seria o melhor pra todos que sofrem e para todos que nos rodeiam.
Amada uma semana abençoada paz e luz beijos da sua amiga com meu eterno carinho.
Evanir..

Silenciosamente ouvindo... disse...

Penso que entendi o seu poema
e até posso dizer que se pode
aplicar a mim num certo sentido,
num certo momento.
Desejo que esteja o melhor
possível.
Beijinho
Irene Alves

Bandys disse...

Um belo poema.

Bjs

http://esconderijodabandys2.blogspot.com.br/

Cecy disse...

Triste y al mismo tiempo encantador poema de amor.

Un abrazo.

Eloah disse...

O que não se faz por amor?
Se faz tudo porque o sentimento é pleno e nos completa. O que falta é insignificante diante da força do amor.
Lindo! Tenhas dias ensolarados e felizes.Bjs Eloah

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Dizemos adeus a tanta coisa, que no fim já não temos mais nada a que dizer adeus.
Sempre belo ler-te.
tenho andado arredada dos comentários, ando travando uma luta com o plágio dos nossos poemas.
Um beijinho com carinho
Sonhadora

LUZ disse...

Boa tarde Maria Luísa,

Tenho a sensação que a "menina" está a pôr o pé no oitavo degrau, tenho, tenho.

Poema, fruto de desejos, vivências passadas, mas sempre presentes.
Termina com um verbo, que está no Modo Indicativo, no Presente: "Te amo", AINDA, acrescentaria eu.

Resto de feliz tarde.
Beijos da Luz.

Maria Luisa Adães disse...

luz

Interessante o final do commentes
meu e seu.

"Te amo"

"Ainda"...

Gostei!

Mª. Luísa

xana morais disse...

Adorei...
Como entendo todas essas palavras
Um Abraço, Xana

Elisa T. Campos disse...

Que lindo
Depois de cada adeus uma grande forma de amar.

Um lindo dia para você