terça-feira, 17 de julho de 2012

Ilusão I

Imagem Internet
Te encontrei um dia
Me encantei por ti
Por tudo o que não dizias.

E no tempo a passar
Eu fui a ilusão
Que tu não pressentias.

Talvez fosse um contraste
Mal entendido,
Um tempo gravado
No próprio tempo.

Espero pela alvorada
Espero que o longe fique azul
E troco minha existência.

Atravesso o Oceano
Infrinjo todas as regras
Canto todos os canto
Sem saber cantar.

Entro no palco das nuvens
Represento a minha vida
E volto de novo sem voltar.

Mas fui a ilusão
Que nunca esperaste
Encontrar!

Aquela
Que nunca soubeste amar
A que canta sem saber cantar.

E nos afastamos sem dizer
E não voltamos sem saber
Quanta ilusão se escreveu.

Mas se voltei...
Foi por nunca ter partido!...


Maria Luísa

39 comentários:

Luciano disse...

Gostei desta tua publicação
Que tu dizes ser uma ilusão.
E com algumas letras do abecedário.
Publiquei este comentário. :))))

Maria Luisa Adães disse...

Gostei...

Maria Luísa

Rafael Castellar das Neves disse...

Muito bonito, duro, é verdade, mas muito bem finalizado...estou aguardando o Ilusão II! rsrs

Beijos, minha amiga!

Santa Cruz disse...

Luisa: Lindo de mais: Canto sem saber cantar.
Mas eu canto porque sei amar.
Beijos minha amiga.
Santa Cruz (Diacono Gomes)

Maria Luisa Adães disse...

Olá Rafael

Há tanto tempo te não via e que saudades Deus meu...
Obrigada pelas palavras e pela presença.
Beijo,

Mª. Luísa

Graça Pereira disse...

Mas se voltei...foi por nunca ter partido!!
Ah! Se eu tivesse a tua alma de poeta, Maria Luísa, punha em verso a minha dor e tenho a certeza que então...escreveria versos de amor!!
Gostei...
Mil beijos
Graça

Maria Luisa Adães disse...

Santa Cruz,

Muito gostei de o encontrar.
Preciosa sua presença!

Mª. Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Graça

Estou numa de responder...e finalmente, ou quase, te encontrei.

Tu me contas tua dor e eu a escrevo por ti, cantada por mim, sem saber cantar.

Abraço e obrigada,

Maria Luísa

Anónimo disse...

"Mas se eu voltei...
Foi por nunca ter partido!..."

E assim se escreve e se canta
"sem cantar".

Um dia, eu escrevo um poema para ti
agora, eu recebo poemas de ti.

Obrigada,

M.C.

Evanir disse...

Minha Amiga e Doce Poetisa.
Espero não ficar brava já estou levando seu poema para minha próxima postagem.
Estou feliz por ver você postando minha querida.
Espero em Deus que esteja melhor pois não deixo de orar por ti nunca.]
Sei por tudo que tenho passado e você tem sido um anjo bom na minha vida.
Uma linda tarde amada amiga beijos,Evanir.

Maria João Brito de Sousa disse...

E desta matéria que se fazem os poemas... desta Ilusão que nem sempre o é, desta realidade tantas vezes ilusória...
Só tu para me fazeres "tirar os pés da terra", hoje... :)
Fico a aguardar o Ilusão II!
Enorme abraço!

Pat TerraBruna disse...

siempre es un placer, gozar de tus poemas, de tus sentimientos plasmados aquí,
siempre tuyo mi agradecimiento, querida amiga,

Ingrid disse...

querida,
de ilusão por vezes nos alimentamos e alimentamos à outros..
dela nos fazemos versos e poesia..
e ao final, resta-nos
.."um tempo gravado
no próprio tempo"...
beijos de carinho..

Nik' disse...

então...
emocionei-me com esse poema, assim como todos os teus. deves de saber que tens um dom imenso, mas mesmo assim repito: Parabéns!

a ilusão é alimento sólido e resoluto, não só nosso, mas de outrem, e na tua poesia, vi isso claramente... perfeito e emocionante, sem palavras

Lindo, mesmo Maria Luisa.

David C. disse...

Bien intenso el poema. Me gusta.
Saludos
David
Pd: Visita mi nuevo blog observandocine.com

isa disse...

" Mas se voltei...
Foi por nunca ter partido!...
Este Poema tem tanto a ver comigo!
Revejo-me em vários momentos e emocionei-me,minha Amiga!
Beijo.
isa.

São disse...

POis , os desencontros acontecem e doem...

Um abraço

Mar Arável disse...

No ciclo das marés

não há impossíveis

Poeta Zarolho disse...

Tentarei perceber
tantas coisas
e coisa nenhuma

tantas voltas
e volta nenhuma

cantar sem saber
como canto eu

assim fiquei
preso na ilusão.

Marilu disse...

Querida amiga,
Hoje é dia de dizer que te quero bem,
que penso em ti sempre
e que tua amizade é muito importante para mim.
Quero dizer também que teu carinho
e tua alegria tornam minha vida mais bonita,
e que te conhecer me fez crescer muito.
Feliz dia do amigo.
Beijocas

Anónimo disse...

Minha amiga

O poema é lindo e metafórico, mas só te quero dizer que nunca podias ser uma ilusão. As coisas que tu escreves são, por vezes, complexas
e talvez daí, nasça a beleza desse dizer. Vamos lá entender os poetas...

Augusto

Imagem e Poesia disse...

Feliz dia do Amigo, amiga querida.

"Mas se voltei...
Foi por nunca ter partido!"

Saudade de teus poemas!

Beijinhos

Álvaro Lins disse...

Excelente ilusão:)
Abraço

Evanir disse...

A amizade é o convívio do dia-a-dia.
Estar juntas nos momentos felizes e nas horas
difíceis
compartilhar o sofrimento
um do outro( outra) dividir momentos de felicidade.
È a cumplicidade é compriender e acima de tudo
confortar quando algum de nossos amigos(AMIGAS)
precisam de uma unica palavra de carinho para fazer seus dias melhores.
Não podemos chamar de amigo (A) aquele que sem motivos
se afasta de nós quando mais precisamos de
uma palavra de carinho .
Um feliz Dia do amigo .
Obrigada por um dia ter colocado mu nome
na sua lista de amigos(AS).
Que seu final de semana seja feliz
sua amiga para sempre,Evanir.
FELIZ DIA DO AMIGO.
Evanir..
Te Amo Amiga

Cadinho RoCo disse...

Na vida nos deparamos com surpresas diversas.
Cadinho RoCo

Arnoldo Pimentel disse...

Ilusão e desilusão descritas em lindos versos que atravessam oceanos.Lindo poema, já te sigo.Parabéns.

Pepi, Xixo, Juja, Jujuba disse...

Querida Maria Luisa,
As suas poesias como sempre, lindas
Viemos convidá-la para visitar o nosso novo Blog
http://meusanjosadorados.blogspot.com.br/
Teremos prazer em te receber, por lá
Tenha uma boa semana e tudo de melhor
Beijinhos afetuosos de
Verena e Anjinhos

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Maria Luíza querida,
Te encontrei um dia
Me encantei por ti, amiga
Obrigada pela sua amizade e carinho, sempre
Um beijinho afetuoso de
Verena e Anjinhos

LUZ disse...

Boa tarde Maria Luísa,

Deixe que lhe diga, que adoro o seu nome. Soa e entoa. Tem perfil, frente e costas, como a senhora.
Deixei, também, agradecimento no meu blogue, mas seria, de todo, impensável, não o fazer aqui.

Obrigada pelo comentário que deixou no meu recém nascido blogue, 5ª feira passada, mais propriamente. Tenho outro, que já tem um ano e alguns meses, chamado "AFETOS E CUMPLICIDADES". Se pretender, passe por lá, mas cuidado, que à palavra afetos, e devido ao acordo ortográfico, tive que retirar o "c".
Os comentadores habituais não estão a conseguir deixar comentário, devido a esse facto. estou avisando, faseadamente.

Falemos de si, ou melhor, e para ser mais correta e precisa, falemos do que escreve, e que bem escreve.

Dei uma vista de olhos ao seu blogue e gostei bastante do que li. Claro que há poemas seus, que que "me disseram mais" uns do que outros. É natural, concordará.

Falemos de "Ilusão", seu último poema, no blogue.
Ilusão, gramaticalmente, falando é um nome comum abstrato, portanto sem concretização.
Mas, a sua, a que o seu "eu-lírico" criou, realizou-se.
Nos meandros das sua palavras, correm emoções, amarguras e até cantares.

Foi bom, partilharmos este bocadinho de tempo, juntas.
Partirei, mas espero voltar, se Deus quiser.

Um beijo de elevado apreço e consideração.

Maria Luisa Adães disse...

Luz

Seu comments merece a ilusão de falar consigo, de estar perto de si, conversando de mim.

É evidente que nem todos os poemas a tocam da mesma forma, mas isso é
absolutamente compreensível.

Eu sou de certa forma abstrata na superfície do poema, intimista no seio do poema.

Pretendo e por vezes digo, nem sempre, mas nos meandros do poema,
eu sou mais real e componho o trama
que por vezes, pode passar despercebido para alguém, menos atento.

Mas todos quantos me escrevem eu os
admiro, pela forma como me entendem
e lhes agradeço com a ternura e o amor que todos me merecem.

Para si ,vai o meu agradecimento maior, pela forma como se exprime
em relação ao que escrevo.

Agradeço,

Maria luísa

LUZ disse...

Olá Maria Luísa,

Estive a ler o seu comentário/resposta, aqui, que desde já muito agradeço.
É nas entrelinhas, que me entrego, também, embora me "desnude" em todo o poema. Isso nota-se mais no meu outro blogue, no "Afetos e Cumplicidades".

Obrigada, por fazer já parte das minhas preferências e amizades.

Brown Eyes disse...

Maria Luísa mais um lindo poema. Vou de férias e talvez não tenha oportunidade de passar por aqui, desejo-te um excelente mês de Agosto. Beijinhos

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes não partimos...apenas estamos sem saber que estamos.
Como sempre ler-te é uma viagem por dentro de tanta alma.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Giancarlo disse...

Bella immagine!! Una felice giornata a te...ciao

Everson Russo disse...

Quando se descobre o mais belo dos sentimentos,,,também se descobre todas as contradições e loucuras a que ele nos permite,,,na distancia do sonho,,,dos desejos e dos versos...beijos amiga e um belo dia pra ti,,,bom te receber novamente,,,,

La Gata Coqueta disse...

Entrañable María Luisa, a tu casa me acerco para deleitarme con la dulzura de los sentimientos que salen de un alma que toca la cúspide del cariño a traves de la poesía...Los tuyos!!

Un abrazo de almendrado chocolate...
Para este fin de semana.

Atentamente
María del Carmen

Maria Luisa Adães disse...

Obrigada a todos pelo carinho e o não esquecimento de mim!

Vos deixo um novo poema. Novo ou
ancestral? Todos vós tendes o direito de decidir! Com amizade,

Maria luísa

Penyuluh Perikanan disse...

first visit for friendship
bolog this beautiful, beautiful, and I liked
I will follow #569#
I am glad and happy if you accept and revisit a good friend of mine
I wait
and thank you

IldaCarol disse...

Revivi os seus belos poemas.

Mas se voltei...

Foi por nunca ter partido!...

Nos saudamos em outros encantos...

Beijos amiga