terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Cidade



A cidade é corrida
As pessoas correm com a cidade.

A sensibilidade foi engolida
Nos vários buracos abertos na cidade.

A cidade não aceita os mais fracos
O dia nasce sem ter adormecido.

A chuva cai como um caudal de lágrimas
E esconde um sol nunca nascido.

Os mais fracos se escondem
E sào engolidos nas ruas desiguais.

A dor não é entendida
Não há tempo para a dor
Não há tempo para fraquezas doloridas.

E não há gente para contar
A última verdade.

Há ilusões perdidas,
Mas as amo mais do que a minha vida.

As horas sào inúteis
Não levam a nada.

Amor,
Quantos crimes se cometem em teu nome.

E eu tenho um único olhar
Que chora sem começar!

Maria Luísa

54 comentários:

✿ chica disse...

Mais uma linda poesia aqui!! um beijo,linda semana,chica

Maria Luisa Adães disse...

Olá, chica

Ainda estou fora de Portugal, mas
agradeço sua presença e me sinto feliz com ela.

Felicidades para todos,

M. Luísa

Toninhobira disse...

Na cidade falta verdade e sobra indiferença.Voltando amiga com igual prazer de vir à suas leituras.Meu abraço de paz e luz.
Vamos mais um ano de sintonia,magia e poesia.
Bju.

Maria João Brito de Sousa disse...

Uma cidade bela mas crua... quase cruel, a que aqui tão bem retrataste, Maria Luísa... e são assim mesmo, as grandes cidades.
Estou sem dormir há demasiadas horas, amiga... não posso fazer justiça a este belo poema, neste estado de exaustão...
Beijinho!

Maria Luisa Adães disse...

M. João,

Mas sempre atenta, ao meu canto de amor ou desespero!

Abraço

M.L.

Everson Russo disse...

A cidade e suas cenas,,,seu cenários de vida e de poesia da alma de cada um...beijos querida amiga..um belo dia pra ti...

www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

Ingrid disse...

lindo e real vista da grande metrópole..
tua sensibilidade enleva..
esta cidade é muito louca..
beijinhos...

Poeta Zarolho disse...

Da cidade não vou falar
Seu apelo não me seduz
Aldeia pode-me embalar
Encanta-me um raio de luz

E à tardinha no ribeiro
Da pele suada me liberto
Estendo a toalha no lameiro
Raios de sol mostram afecto

E na lareira à noitinha
Crepita um lume amigo
Aquece o tacho do jantar

E com muita pena minha
Chega a hora e não consigo
Apelo do cobertor de lã recusar.

Graça Pereira disse...

Querida Maria Luisa
Penso que este poema foi escrito ou pelo menos relacionado com uma cidade do outro lado do oceano...
Aconteça o que acontecer, mantem as tuas ilusões sempre vivas...são elas que nos sustentam na vida!
Mil beijos.
Graça

Anónimo disse...

¨Cidade¨ é um poema que traduz
muito bem, em beleza e harmonia
os caprichos das Cidade Maiores
que albergam :

Ricos muito ricos
Pobres muito pobres.

Ricos menos ricos
Pobres menos pobres.

E a miséria menos miseravel
E a miséria dos sem abrigo.

E os helicopteros daqueles
Que não pisam as pedras
Desbotadas e partidas.

Mas o crime predomina e por vezes domina...

Bem escrito e analasado!

MC

Anónimo disse...

Retifico ¨analisado¨

Um abraço,

MC

Maria Luisa Adães disse...

Agradeço a todos!
Não posso responder, pois este pc
não leva comentários aos blogs.

Irei respondendo, mas apenas nos
¨7degraus¨ e muito pouco...


Um abraço a todos,

Maria Luísa

beites disse...

"E eu tenho um único olhar
Que chora sem começar!"

divinal....

cheguei de Lisboa há uns instantes
vou indo
e de novo nas neves da Serra...


bela estadia pra ti...

Rafael Castellar das Neves disse...

Oi Maria Luísa!!

Muito bom seu texto urbano...e vejo na imagem São Paulo, minha cidade adotiva, que tanto de bom e ruim acontece a todos os momentos...

Gostei!

[]s

José disse...

Olá amiga Maria Luísa!

Sentir assim a cidade, e essa gente engaiolada, com o coração apertado, sem ter certa a morada. Só uma poetisa pode ver, através de tantas paredes o tempo sempre a correr, e a passar-lhe por entro os dedos.

As melhoras,
e um beijinho grande,
José.

nacasadorau disse...

A cidade pode até engolir tudo e todos mas não a alma do poeta.

Linda, amiga Maria Luísa.

Beijinho

vieira calado disse...

É uma imagem de S. Paulo, penso!

Bonito... e

aterrador!

Obrigado pela sua amável referência

ao meu livro publicado... aí

em Sempa!

Beijinho

beites disse...

tou a ver que vais ficar por aí

que diga-se
mais atraente e vivente

mas a nossa terrinha
é mais fofinha...

beijinhos e...bons sambas
hé hé hé

♫ ♪ Wilson Miguel ♫ ♪ disse...

Amiga,

Há tanto vazio e tanta urgência vagando pelas cidades entre corações inundados de amor e esperas...

Poesia lindamente escrita e cheia de verdades. Parabéns!

Um beijo carinhoso no seu coração
Deus seja contigo

Maria Luisa Adães disse...

Wilson Miguel

Agradeço!

Maria Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Wilson Miguel

Agradeço!

Maria Luísa

Fênix27 disse...

Na cidade falta o amor e o carinho,falta atenção dos que sofrem.Na cidade falta te encontrar e dizer o quanto te amo.
Vim agradecer sua gentil visita no meu cantinho e por segui-lo.
Tenha uma linda quarta-feira.
Bjos.
http://wwwavivarcel.blogspot.com/

beites disse...

uma muito e agradável noite...


+_º

Amizade disse...

Estamos a festejar o nosso 3º aniversário e muito gostaríamos de poder contar com a tua presença no nosso Farol.

Pega uma fatia de bolo e uma taça de champanhe e brinda connosco a muitos mais anos de boa e sã Amizade.

Beijinhos e abraços amigos de

Argos, Tétis e Poseidón

Um Farol chamado Amizade

Sr.Borges disse...

São Paulo assusta quem chega. Comovidos com as multiplicações das pedras, a cada degrau, à sorte, lançam-se jovens, loucos, adultos, aventureiros, todos entretidos com a improvável felicidade.

Maria Luisa Adães disse...

Sr.Borges

São Paulo é exatamente isso que diz!

Todos vêm em busca da felicidade!

Obrigada,

Maria Luísa

Daniel Costa disse...

Maia Luisa

Que belo soneto vim encontar. Poesia de intervenção, que devia ser mais olhada e lida.
Porém os centros do poder, por muito que os poetas protestem, nem os ecos ouvem.
Beijos

Elen Lackner disse...

María Luisa: Muchas gracias por visitarme y muchas gracias por tu bello mensaje... precioso escribes... besos..Elen Lackner

Severa Cabral(escritora) disse...

Maria Luisa!
Nome lindo!
Como gosto de conhecer pessoas...fico feliz por teres me achado,kkkkkkk,amo esse universo virtual,do qual sou vítma.Aqui conheci meus seguidores do qual tenho o maior carinho e aconchego.
Sabia que vc tbm vai ser o meu xodó,kkkkkkkkkkk
Seja bem vinda querida!
Fiquei feliz que aqui encontrei maior parte dos meus seguidores enfeitando sua página de comentários...
Boa noite querida!

Ana Martins disse...

Luísa, boa noite!
Parece-me que a alma da poetisa chora a desigualdade e a ausência de sensibilidade que rodopia na cidade.

Beijinho,
Ana Martins

Eduardo disse...

Aunque no podía comentar, no he dejado de leerte.
Lamento la ausencia, pero a veces no somos dueños de nuestros caminos.
O poema é um espelho da realidade que vivemos cada dia nós, inquilinos duma esperança feita de cimento.
Beijos com muitas saudades.

Andy Santana disse...

Obrigado pela visita,
estou te seguindo aqui.
beijos

dado disse...

Passando por aqui para convida la a participar do primeiro forum de blogueiros da internet. Espaço este onde discutiremos varios temas, como span nos comentários, a falta de interesse por nossos posts, entre outros alem de conhecer novos amigos e rever os antigos. tenha uma otima semana Dado.

Lindalva disse...

Olá querida Maria Luisa, que doce a tua passagem em minha Ilha, espero encontrar-te com um largo sorrisos e que saias vitoriosa em teu tratamento. Na oportunidade Vim te convidar a participar das brincadeiras pelo aniversário de 2 anos de renascimento da minha Ilha. O convite está acima das postagens e basta dá um clic que serás levado a festa. Temos 2 brincadeiras e a grande festa dia 13 de fevereiro. Te espero lá. Beijos no coração ♥ ♥ ♥

João Pires disse...

do coração
o melhor de todos os dias

beijinhos e que tudo vá bem...

Fátima disse...

Oi Maria Luísa

Que poesia linda!!
E assim vivemos nós... em multidão e sós.

Espero que estejas bem

Beijo meu

Suelanne Marinho disse...

Alguém poderia seguir meu blog??

blogando-ns.blospot.com

obg
lindo o seu blog!!!

Bruno Gaspari disse...

A cidade como cenário de intensos
e tão bem sentidos versos. Adorei!

Parabéns por seu conteúdo, beijão;)

Bruno

Portal Paulista Online disse...

Realmendte é muito interesante este site e de total competencia de
seus autores aqui sim tem competencia com as informações levada ao leitor.
Todos ao sucesso.
DINHEIRO FÁCIL E RÁPIDO DIRETO EM SUA CONTA

LEVANTE UM DINHEIRO FÁCIL E RÁPIDO
Se você for uma pessoa inteligente e acessar este blog concerteza vai ficar feliz por ter recebido este convite. Seja bem vindo !!!
http://programaautoajudafinanceira.blogspot.com

♫ ♪ Wilson Miguel ♫ ♪ disse...

Minha querida amiga,

Passando para deixar o meu beijo carinhoso e o desejo de um abençoado finalzinho de tarde! Muita paz e luz em tua vida!

Deus seja contigo

Heliane disse...

Vim visitar seu blog e adorei a sua poesia.
A cidade fala...temos que ter sensibilidade para ouvir os seus sinais
beijos
Heli

Heliane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Heliane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
La Gata Coqueta disse...



Me detengo ante tu puerta una y una vez más y te digo: feliz domingo para ti y para todos los que te rodean acercándote la ilusión de vida…

La que nunca te olvida y te lleva en el interior del sentimiento…

Tu amiga María del Carmen


Paulo Bouvier disse...

Nossa, sensacional.
Que saudade dos seus lindos poemas.
Adorei de mais e vou me atualizar com todos!
Eu me ausentei por um tempo e voltei, para a volta fiz um post e gostaria da sua visita e comentário. Obrigado.

http://paulobouvier.blogspot.com/2012/01/voltei_27.html

Ingrid disse...

minha querida,
não consigo te contactar pelo numero que me ligaste..
liga de novo para mim para pegar teu endereço e outro fone ..
beijossss.....

La Gata Coqueta disse...



Mi querida Maria Luisa ha sido un placer encontrar tus letras paseando por mi humilde rincón.

En cuanto a Rosamari poco te puedo decir...

1º- No me aviso de que cerraba el blog.

2º- La llame por teléfono dos veces y no me contesto...

3º- Le escribí a su correo particular para decirle que me sentia apenada y tampoco recibí respuesta.

Luego no lo tengo muy claro, ni veo muy claro su comportamiento.

Aunque pasados unos días me dejo en un blog dos pequeños comenmtarios.

Siento no poder ayudarte porque estoy igual que tu, no hay donde diriguirse.

Un abrazo y espero que todo lo que tienes en mente para hacer lo puedas conseguir de la mejor forma posible..

TQ.

María del Carmen

La Gata Coqueta disse...



Mi querida María Luisa, he descubierto una pequeña pista...

Pasame la dirección de tu correo si haces el favor, el mio lo tengo visible en mi perfil y en cuanto lo reciba te doy una pequeña posible orientación...

Tengo que salir dentro de un rato a la calle y no es ahora te contesto mañana por la mañana.

Un abrazo tan gigante como tu corazón.

María del Carmen

Allek disse...

Hola que tal..
después de unos meses obcecados
vuelvo a tomar las riendas de mi Caja De Zapatos..
he vuelto con una nueva nota llamada “Secándonos”
te invito a que sigas leyendo..
un abrazo fuerte!!!

La Gata Coqueta disse...



Hola María Luisa; termino de enviarte un correo, te aviso por si acaso no lo recibieras.

Un abrazo

Marí

Graça Pereira disse...

Querida Maria Luisa
Vejo que continuas na Grande Cidade, onde, por vezes nos perdemos fisicamente mas...que a alma, essa não fique por aí...
Aproveita o calor, aqui gela-se, apesar do sol nos brindar quase todos os dias...
Beijo amigo
Graça

Elen Lackner disse...

Hermoso poema María Luisa.. besos..Elen

Brown Eyes disse...

Maria Luísa lindo poema. Prefiro o campo mais puro, calmo, humano. Espero que tudo esteja bem or ai. Beijinhos

Pepi disse...

Querida Maria Luisa,
Adoramos a sua visitinha e carinhosas palavras.
Tenha uma abençoada tarde e
Fique com Deus.
Beijinhos afetuosos de
Verena e Bichinhos