terça-feira, 26 de abril de 2011

Testemunho

Internet/ Salvador Dalí / Gala



Testemunho o mistério das sombras,
A alegria do amanhecer
Sinto o falar dos sonhos
Ainda por nascer.

As folhas das árvores,
As flores trepadeiras,
As raízes imersas
Se transformam,
Em braços que amam.

Não temas a solidão!
Ela está no interior das palavras
Pela mão que não treme
E entrecruza os passos
Na cadência rítmica
Deste coração.

E os passos não retrocedem,
O caminho é urgente e é em frente!

As nuvens trazem o cheiro do mar
E a maré é diferente,
Das muitas marés da minha vida.

Reconheço os amigos
Nas horas vivas
E não no silêncio das muralhas.

E no meio do verde e do azul
Espero alguém,
Que se una ao meu amor por ti.

Tu possas ser a personagem pacífica
A transformar a batalha
Em ondas transparentes
Como uma tela acabada de pintar.

Noites e noites nas vigílias do olhar
Gente do mar salgada
Gente da neblina
Gente do Nada.

E respondo aos suplicantes
Na forma como te amo
E em tudo que te dou.

Retomem o caminho
Nos campos da solidão
E ouçam a canção
Estranha e vazia
Dos Templos abandonados.

Maria Luísa

69 comentários:

Suzana Drummond disse...

Maria Luísa,

bom dia!

amei seu poema!
Lindo, profundo, muito lindo!!!
Bjs,
Suzana Drummond

Maria Luisa Adães disse...

Suzana Drummond

Grata por sua presença e por suas palavras ao meu poema "Testemunho".

Um abraço e agradeço,

Maria luísa

Gladys disse...

Hola amiga María tremendo poema hermoso profundo, muy bonito.
Besos con mucho cariño feliz día amiga.

Maria Luisa Adães disse...

Gladys

Preciosa tu presença!

Mi Corazón Es Tuyo.

Bejos,

Maria luísa

Rafael Castellar das Neves disse...

Eita, Maria Luiza!! Carregou muito bem este...muito bonito, me fez lembrar de tantas coisas...e essa é uma ótima mensagem para o que ainda vem por aí!

Beijos...

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre as tuas palavras são de profunda meditação de vida de entrega...são a poesia que nasce da solidão dos poetas.
Adorei e deixo um beijinho carinhoso, poeta amiga.

Sonhadora

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

esse poema mitico, me traz revelações
duvidas sobre se caminho por certas razões

João Ludugero disse...

Olá, Maria Luísa,
Boa tarde!
Se puder, dê uma passada lá no meu blog. Se gostar, me siga. Será um prazer ter sua visita e ver lá seus coments. Eu gostei tanto do seu cantinho aqui que já estou dentro, te seguindo!
Te desejo muitas felicidades,
hoje e sempre.
Hiper mega abraço iluminado.
João.

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Minha querida amiga dizem que temos 10% de livre arbítrio e 90% de destino talvez seja por esses 10% que fazemos tantas asneiras em nossas vidas.
Beijinhos de luz e muita paz

jabeiteslp@sapo.pt disse...

testemunho tambem
comungo todo este sentido
sentido em nós

que nos nossos botões
a força das razões...

belo texto

beijinhos e uma feliz noite pra ti
)~_

TITA disse...

Maria Luísa nestas vigílias do olhar desejo-lhe a esperança e a força para continuar a fazer caminho e brindar-nos com a maravilhosa tela que é a sua poesia.Tudo de bom e um abraço.

FRANCISCO PARDÓ disse...

Que Bello blog tienes, me gustó muchísimo! Besos y gracias por pasar por mi espacio. Me quedo.

Julia disse...

Es precioso, es un lujo leer estos poemas

Un besito

Toninhobira disse...

Lindissimo Luisa, falar das nossas marés espelhados neste mar,que cria o ambiente magico.Belamente voce cria um ambiente maravilhoso para mostrar que a esperança esta naquele caminho ali na frente e que a ordem é esta.Voce sempre num lindo voo.Meu abraço Luisa toda paz e luz.

Nilson Barcelli disse...

Um excelente testemunho feito poema.
Parabéns pelo talento que revelas na tua poesia.
Beijos.

Imac by Artes disse...

Maria Luísa!!!
Amei de paixão seu poema!
Li,rê-li...me fez sonhar.
Testemunhamos tudo, mas deixamos passar despercebidos a intensidade com que as coisas acontecem e como elas são preciosas.
Abraços.

Ingrid disse...

linda amiga..
sempre que fico por aqui a me encantar com tuas palavras em versos tão intensos, tento me transportar para de onde eles vem..
.."o caminho é em frente!..
beijos querida e uma ótima noite

vera disse...

Voltarei em outro momento com calma par ler teu poema e comentar.

abraço.

Luis disse...

Minha Querida Amiga Luísa,
É sempre muito gradável visitá-la pois somos sempre acompanhados de um belo poema, como agora com este seu post.
Um beijinho muito amigo.

Maria Luisa Adães disse...

Luís

Fiquei feliz com a tua presença neste poema, de que também gosto!

Obrigada por tua amizade,

Mª. Luísa

Pruni disse...

precioso Mª Luisa,
reflejo del alma inquieta en el mar,
hermoso camino el trazado por tus letras,
un besito

Julie disse...

Hermosa foto para un poema no menos interesante y profundo. Me ha encantado conocerte María Luisa. Un abrazo.

João Ludugero disse...

Querida Maria Luísa,
Boa noite!
Adorei seus comentários primorosos no meu blog. O que é para mim mais que um incentivo, um forte apoio a me impulsionar a escrever mais e mais. Obrigado, Amiga, você é que é uma criatura muito iluminada, uma acesa candeia que tanta luz emana até aos longes. Saiba que andei "fuçando" seu site e fiquei deveras maravilhado com o achado de tanta beleza. Quanta luminosidade, quanta fosforescência! Estou feliz de conhecer seu cantinho e ter sua visita ao meu. O que bastante me deixa envaidecido, pois suas palavras me alegraram tanto. Estou muito agradecido por tê-la descoberto, por compartilhar da sua amizade, nem que seja virtualmente. Adoro POESIA! Acho até que ela é que afina, que depura minhas veias a sangrar por dentro, agigantando meu coração de poeta-menino. Obrigado, amiga, prometo voltar mais vezes aqui, pois dá vontade de ficar, de não arredar pé daqui. É bom demais ler e reler, sentir, enxergar a beleza exposta por dentro do seu cantinho.
Mega abraço iluminado!
João.
Nunca deixe de me visitar. A casa é sua. Venha sempre, seja bem-vinda! Até mais, AMIGA!

Maria Luisa Adães disse...

olkja

Janita disse...

Querida Maria Luisa.
Adorei este teu belo testemunho.
Não temer a solidão. Reconhecer os amigos e a cadência rítmica do teu coração, dizem-me que longe vão os dias negros.
Fico imensamente feliz por ti, amiga!
Beijinhos com o meu afecto.

Janita

Graça Pereira disse...

Maria Luisa

Belissimo Testemunho!
"O caminho é urgente e é em frente!"
Deixemos a solidão, as sombras, os sonhos...há mistérios por desvendar nos templos abandonados!
Beijo amigo
Graça

pekenasutopias disse...

Muito pequenino, a ver se consigo desta vez...

pekenasutopias disse...

Parece-me que, finalmente, consegui deixar-te, pelo menos uma amostrazinha de comentário... estou a perdê-los, uns atrás dos outros, no momento de os publicar...
há bocadinho deixei-te um enorme e ele desapareceu-me diante dos olhos...
Ainda não tive tempo para ir ao Pekenasutopias nem ao Pruno... no teu entro facilmente, mas não tenho conseguido comentar este magnífico poema.
Se quiseres ler aquele pequenino, em redondilha menor, que eu te disse que "trazia na cabeça", vai ao http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt/
Ultimamente tenho andado com uma enorme "queda2 para as redondilhas e acho que nunca entenderei porquê... acontece!
Deixo-te um enorme abraço e vou entrar na aventura de tentar publicar este comentário maiorzinho.

Anónimo disse...

Muito Bom! Gostei!

MC

Anónimo disse...

Vamos ver se me deixam entrar.

Tenho tentado, mas estavas incógnita, até me esqueci da beleza do poema - desculpa.

mais tarde torno a escrever, pois não sei se vou entrar.

Anthos

Maria Luisa Adães disse...

Anthos

Isto é uma máquina manda e comanda.

Fiquei isolada de ti e mais pessoas
e não sei que se passou.

O meu blogs está aberto a todas as
pessoas e mo fecharam sem pedir licença.

Foi o google? Não sei!

"Só sei que nada sei"

Isto é uma máquina e as máquinas
não têm sentimentos, não são gente
e depender desta máquina?
Dá para pensar!

Hoje voltou ao normal
Amanhã não sei!

beijos e desculpa, mas a culpa é da máquina e fez-me sofrer...

Da prima,

Mª. L.

jabeiteslp disse...

um grande e feliz fim de semana
que quinta feira
quem estará no parque das Nações
serei eu
numa visita de estudo....


jocas dos calhaus Luisa

jabeiteslp disse...

e consegui....

ÁÁÁleluia àááleluia

beijinhos e feliz noite 9~_

Ana Martins disse...

Luísa,
muito intenso e belo este testemunho!

Beijinho,
Ana Martins

Agulheta disse...

Maria Luísa.Folgo em poder vir aqui comentar,sobre o que diz que lhe aconteceu ao seu blog! Com o meu se passou o mesmo e tive sem ele alguns dias,e foi uma amiga que me ajudou a recuperar tudo que aqui tinha,hoje tenho duas cópias dele,não vá um dia acontecer novamente o que espero que não.No servidor do sapo,nunca aconteceu nada parecido,a diferença.Poema profundo e de entrega,a vida deve ser assim em várias coisas...entrega.
Beijinho bfs

Pruni disse...

hola, amiga Mª Luisa,
no te preocupes, da igual un día antes o después, como bien dices las máquinas, o internet, fallan,
alguna otra amistad también tuvo problemas con la máquina ese día, quizá las líneas de internet,
pero sabemos que contamos con tu gran amistad y tu cariño,
fíjate, a pesar de la distáncia se percibe mucho contigo,
por eso no te preocupes,
nosotros también te tenemos un cariño muy muy grande,
te mando un fuerte abrazo, y deseo un feliz domingo,
besos

jabeiteslp disse...

vim deixar os desjos
de um feliz dia
de preferencia
em alegria...

Beijinhos )~_

jabeiteslp disse...

e agora fui eu
que sem querer esqueci
e mais uma gfe que tambem cometi..

~_

feliz dia

nacasadorau disse...

Versos com mensagem, muita profundidade e beleza.
Parabéns amiga maria Luísa.

Dia da Mãe
Existe uma só bela criança no Mundo... mas para cada uma delas existe uma Mãe.
Beijinhos especiais neste dia, que é tão nosso.

Multiolhares disse...

acredito que tudo vem a seu tempo, mas temos dificuldade de entender quando é o tempo certo, que esse tempo certo possa chegar logo
bjs

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de bom domingo e uma excelente semana pra ti querida amiga....paz, poesia e carinho sempre...

Luís Coelho disse...

Belíssimo este acordar das manhãs.
As raízes e as sombras das árvores dando cor e forma aos sonhos ainda por nascer.
As palavras e os passos ainda por acontecer numa cadência rítmica.

miguxa disse...

Maravilhoso este teu poema, minha querida...

AMEI!!!
É bom ler-te, fazes-me bem

Não deixes que o teu coração me esqueça, iria sofrer muito...

Beijos ternos
Margarida

Everson Russo disse...

Uma belissima segunda feira pra ti querida amiga e uma maravilhosa semana de realizações...beijos e beijos na alma.

Daniel Costa disse...

Maria Luisa

Já tinha saudades de subir os "7 degraus". Sei que aqui se vêm passar bos momentos de poesia, coma nesta beleza que acabei de ler.
Beijos

Vitor disse...

Por vezes a intensidade dos teus poemas é tal,que fico mudo e quedo,lendo e relendo,extasiado ficando com tanta paixão de escrita tua!

BjS

Lina-solopoesie disse...

CARA M. LUISA .
In questo mondo virtuale , ho conosciuto te e tante altre belle persone . se è una vera amicizia virtuale talvolta puo essere molto piu forte e vera di una reale...
perchè non va di mezzo nulla...ci sono solo parole di conforto di saluto di divetimento, quella reale invece puo sembrare la piu pura in assoluto ma in realta puo avere tanti retroscena...non è sempre cosi comunque pero io le metterei sullo stesso livello.
In una amicizia non ci sono nè diritti nè doveri,sono però dell'idea che una amicizia virtuale diventi decisamente più profonda di quella reale.
CIAO A PRESTO LINA

Pepi disse...

Querida Maria Luísa,
Amamos os teus versos
Linda mensagem
Esperamos que estejas melhor
Uma ótima e abençoada tarde
Um forte abraço de
Verena e Bichinhos

OutrosEncantos disse...

Olá Maria Luísa!

Sim, concordo contigo:
- os amigos reconhecem-se nas horas vivas -..., mas não só, por vezes esquecemos de perguntar a razão dos seus silêncios, outras vezes eles nem sempre sabem explicar, estão porque sim, sabem apenas que nada está bem.

Para além de vir trazer-te beijo e abraço, vim também recordar-te que entre nós não há adeus para sempre, mas sim até sempre... :))

Não gosto de dizer adeus...:)
Até logo! :)))

Maria

blog da Paraguassu disse...

Olá Maria Luísa,
Lindo seu poema! Adorei. Criatividade e sensibilidade associada a uma grande força interior que te move a escrever coisas tão lindas.
Querida amiga, gostaria que visitasses meu blog, que me seguisse e lá deixasse um comentário, o que é muito importante para mim.
Grande beijo,
Maria Paraguassu.

Pruni disse...

hola Mª Luisa,
que bello poema,
todos los tuyos son bellos y como éste profundo,
hacer una lectura de ellos ciertamente te hacen en muchas ocasiones reflexionar,
leer tus poemas, es disfrutar, amiga
que bien expresas en escrito,
te mando un muy fuerte abrazo

Mar Arável disse...

Muito belo

Por vezes sós

mas nunca isolados

Everson Russo disse...

Um dia recehado de poesia pra ti minha amiga...grande beijo.

Mgomes - Santa Cruz disse...

Maria Luisa: já nei sei o que dizer sempre que escreves sai um lindo poema adorei.
Beijos
Santa Cruz

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Maria Luisa!

Espero que já esteja bem, e recuperada.Eu, vou fazendo por isso, mas o meu ombro direito ainda continua zangado comigo ...

A solidão, e o tempo que nos sobra dá-nos por vezes para que conversemos com nós próprios, à falta de "melhor" companhia...
E a Luísa fá-lo lindamente, transformando depois esse diálogo em bonita poesia.

Um abraço.
Vitor

Maria disse...

Querida amiga os seus poemas são sempre bálsamo para a alma de quem a visita. Espero que esteja melhor.
Um grande beijinho
Maria

Toninhobira disse...

Passando para lhe desejar uma boa semana.Neste testemunho uma bela ikustração.De algum artista? Meu abraço de paz e luz.Tudo bem?

Marilu disse...

Querida amiga, lindo poema. Tenha um feliz e abençoado dia das mães. Beijocas

tossan® disse...

Sim é pra você aquele poema! A tua poesia é poderosa e dela consigo inspiração, assim como esta. Beijo

joaquimdocarmo disse...

Maria Luísa
Aqui nos deixa um valioso testemunho, num poema belíssimo, em crescendo, até ao confronto com rastos de solidão em "Templos Abandonados"...
Parabéns!
Beijinho

pekenasutopias disse...

vim, convencida de que já terias publicado um poema novo... mas não importa! Quero saber se estás melhor, se a fisioterapia está a produzir os seus desejáveis e esperados resultados...
Há problemas na blogosfera, de certeza. Os meus contadores desapareceram e ficaram reduzidos a links que não levam a lado nenhum... eu não sou uma daquelas pessoas que passam a vida a auscultar os contadores e a tentar descobrir onde está cada um dos visitantes. De maneira nenhuma! Mas, já que eles existem e proclamam serem gratuitos, gostaria de manter os meus. Enfim, mais "coisinhas" que nos fazem perder um tempo que é precioso quando dedicado à produção poética!
Um enorme abraço para ti, Maria Luísa!

A.S. disse...

Belo poema Maria Luisa!
A pior das solidões é aquela que sentimos apesar de acompanhados...


Beijo!
AL

nacasadorau disse...

Amiga Maria Luisa,

O caminho é sempre em frente e urgente é viver.
Com as cores existentes, as possíveis, pintam-se quadros belos da nossa existência.
Não está só ... tem pelo menos a sua poesia, riquíssima... belíssima e faz dela um testemunho mais que perfeito.

Beijinhos

Lilá(s) disse...

Aqui sempre encontro bons momentos de poesia! Lindo e profundo!
Bjs

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Oi Luisa!
Pela primeira vez vim ao sem blog, parei porque gosto de poesia.
Gosto de saborear, gosto de sentir o sentir do poeta.
É um dom ,mas um dom que quase sempre faz sofrer, mas assim o poeta transmite todo o sentimento.
Voltarei concerteza
Até breve
Herminia

Anónimo disse...

Olá Maria Luisa adorei seus poemas,tomei conhecimento de seu blog atraves do de Sor Cecilia,despertou-me a atenção ser portuguesa e vim visitar seu blog adorei trasmite tanta paz,eu tinha blog mas por não saber fazer as coisas o fechei mas ficou em mim esta veia de blogera espero um dia abri-lo e apresentalo,chamo-me Maria e sou do Algarve espero vir mais vezes enriquecer minha alma aqui neste cantinho que tanta paz transmite bjs

Pruni disse...

hola,
hace días no se de ti nada, y vengo a preguntarte, como estás !
aún tienes problemas con la máquina ?
yo con internet si, va muy muy despacio hace días, no se porqué,
bueno creo que eso no depende de nosotros,
te mando un abrazo, esperando estés bien,
te recordamos y queremos

Maria disse...

Querida amiga passei para desejar um Feliz Dia das Mães pleno de alegria e paz.
“Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.”( Dalai Lama)
Beijinhos
Maria

Anónimo disse...

"Retomem o caminho
Nos campos da solidão
E ouçam a canção
Estranha e vazia
Dos Templos abandonados.

Lindo o poema,
Um encanto este final!

Caminhante