sexta-feira, 26 de setembro de 2008

SOLIDÃO








Ama a solidão,
As colinas,
Os lagos,
Os rios,
Os Oceanos,
O teu amor,
Os teus filhos e netos,
O teu clamor de justiça
O teu esplendor.

Não esqueças – nunca –
Os teus versos …

Ama a solidão
O silêncio da força
Que se renova
Que brota
De uma fonte profunda

- As águas da Vida –

Ama a solidão
Que só tem olhos
Para o seu brilhante ideal…
Dos Sonhadores
Que vivem fora do real.

Renova a tua força
No silêncio do teu coração
Cansado e dolorido
Dos tempos passados
E nunca esquecidos!

Ama a solidão,
Modela o teu modelo
E vive o teu silêncio,
Como se fosse teu!

E sabes que não é,
…apenas teu!

Mas ama tudo à tua volta
E faz do amor
A tua arma mais pura
O amuleto que te salva.

Da solidão que procuras
Sem saber …
Da solidão que sentes,

Como um imã
À tua volta …

E procura descansar
Na solidão do amor …
Que se escondeu de ti!



Com carinho, te dedico estes versos.

Maria Luísa Adães

9 comentários:

espelhodesombras disse...

Olá Maria, "ama a solidão com tudo que lhe diz à volta, ama a solidão e sua gravidade (atração), e suas nuances de apreciar, de julgar de viajar, de sentir de fluir. Ama a solidão, que mesmo nesse vazio, não serás só, ela te acompanhará, como ha algum tempo, é tua companheira".
lindos versos
beijos
João Costa Filho

Agulheta disse...

Olá Maria. a solidão é uma forma de apreciar as coisas em nossa volta,eu por vezes gosto de estar só,mas não é solidão só de sentir o meu ser,pensar nas coisas que me rodeiam e até no ar,que respiramos gostamos de este sentir.
Beijinho,desculpa não ter vindo por falta do PC
LISA

Anónimo disse...

jcpfilho


Lindo o teu comentário, os teus versos a comentar, o teu encanto de poeta, de gente que entende isto
que é o Tudo, do que escrevo ...


Mas gostaria que fosses ao Sapo e tornasses a escrever e visses a figura, por cima do poema ... que me encanta!

Mas fiquei feliz, por vires ao google.

Maria Luísa

Anónimo disse...

agulheta

Olá cara amiga, benvinda, aos 7degraus.

O seu comentário é lindo! Adorei!

Tenho o mesmo poema no Sapo, mas com uma figura por cima (adorável),
mas o google não aceitou a figura.

Vá, se possível e por favor, ao


blog :

prosa-poetica.blogs.sapo.pt

Maria Luísa


p.s. vou visitá-la!

rp disse...

Amo a solidão, preciso dela como o ar que respiro.
Assim como o amor me alimenta o coração, a solidão ilumina o meu espírito.
A solidão é a oportunidade que Deus te dá de não estares sozinho, mas com Ele.
Como é bom o silencio.

Ricardo Pinto

Anónimo disse...

Também amo a solidão!

longe da multidões gritantes, eu me sinto feliz!

Lindo poema



a.

Maria João disse...

Ainda bem! Ainda bem que não sou a única a amar apaixonadamente a solidão.
Criei um link para os "7 degraus" no meu poetaporkedeusker.
Espero que não te importes. Se calhar deveria ter perguntado primeiro... bem, se não quiseres diz-me e eu retiro, mas gosto muito de ter este "acessozinho poético...
Abraço

Anónimo disse...

Maria João

è bom um link para os 7 degraus;
agradeço a idéia; há muita gente a amar a solidão.
Mas por vezes, é bom dizer alguma coisa a alguém que saiba ouvir e nos entenda.

Tenho o caso de uma senhora que me contacta pelo telefone, muitas vezes, mas a senhora fala, fala , sem parar e quando eu vou dizer, alguma coisa, não escuta, muda de conversa e depois diz que estão a bater à porta e desliga.

em resumo, a senhora de quem falo, não aprendeu a ouvir e é terrível,
pois ela não percebe esse "grande defeito". Não interessa! Mais vale estar só com a m/ cadela, enquanto não chega o meu marido (também fala pouco, mas não me faz diferença). E assim, vou escrevendo,
"mas sei ler e ouvir os outros" e
tenho interesse nas pessoas e os animais gostam de mim. É bom!

Muito contei, peço desculpa!

Beijos,

maria luísa

White disse...

Un poquillo triste.
La soledad es hermosa si tú la eliges. Si te viene impuesta puede ser a veces algo muy triste.
Un beso amiga
W.