sábado, 5 de dezembro de 2009

SONHOS


No teu sonho
Vagueaste no mundo
E não encontraste a luz,
Te perdeste!

A luz plasmada
No plano etéreo
É um plano de Paz
E amor verdadeiro.

Traçado, pintado por mim
Nada é real, definido.

A luta travada
Num mundo de nada
Continuou plantada,
Dominou!

Eu estava lá, aguardando por ti,
Não procuraste
Fugiste de mim.

Mas as luzes não retrocederam,
Continuaram a marcar
Sua presença
E me acompanharam,
Só a mim.

Tu fugiste,
Não deves fugir
Aceita com amor
A tua luta
E vais sobreviver!

Doutro modo, és destroçado!

Maria Luísa Adães

7 comentários:

Anónimo disse...

belo poema!

A.

Anónimo disse...

No sonho deve existir a aceitação

da luta.

Gostei!

Anonimo

MC disse...

Vagueio muito nos sonhos

E me perco nesses sonhos

e sinto a aflição de quem se perde

no caminho.

Profunda, como sempre, a sua forma

de escrever.

MC

Anónimo disse...

Costumo perder-me em "sonhos".

Ajuda-me a encontrar-me!

Anónimo disse...

Te pedi - ajuda-me a encontrar-me!

Brown Eyes disse...

Maria Luísa vim visitar o teu cantinho e, pelo que li, digo-te que és uma verdadeira poeta. Logo que me seja possível ir vê-lo com mais profundidade.
Luísa no meu blog os comentários chamam-se Eyes e no fim de cada post podes encontrar onde deixar o teu, isto se o blog estiver a funcionar bem. Às vezes surgem os problemazitos nos blogs. Obrigada pela visita e pelo comentário que já tive o prazer de publicar.
Voltarei brevemente.
Beijinhos.

Anónimo disse...

manuela

Agradeço tanta gentileza ao longo do Ano.

Feliz Natal

Bom Ano de 2010

Para ti e todos a quem amas.

beijos.

maria Luísa Adães