segunda-feira, 7 de março de 2016

ABANDONADO

Envelheceste                                           

Internet
Abandonado foste


É este o mundo

Onde te perdeste?


Me sensibilizou

Me tocou bem fundo


No mar encapelado

De tudo que passou!...



Maria Luísa Adães



Visualizações  :  926

30 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Muito belo!!

Beijinhos e obrigada
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Mariangela do lago vieira disse...

Que triste. Quantas pessoas se perdem no mundo, depois de tudo que passou!
Lindo.
Abraços!
Mariangela

Roselia Bezerra disse...

Boa noite, querida Maria Luisa!
Esse é o fim de muitos mesmo tendo feito tanto bem, muitas vezes!
Bjm muito fraterno

emanuel moura disse...

Querida amiga um momento que nos faz reflectir numa realidade tão triste que infelizmente onde tão pouco se faz ,muito triste mas ao mesmo tempo belo ,beijinhos querida amiga.

Abandonado

Fecho os olhos e deixo-me levar,
pelos desejos sem reservas disposto a tudo.
Me entrego com dor e sofrimento,
apenas quero ser alguém no meio de tanto sofrimento.
Mas minhas forças impedem-me de estar ,
desse lado confortável onde tudo vai e todo vem,
mas com a certeza que tudo permanece na mesma.
Cada dia a mesma coisa ,continuação do sofrimento ignorado,
por todos aqueles que vagueiam por entre becos e ruelas .
Pobre alma suja e abandonada,
padecente criatura de fome e sede que luta por viver.
Uma solidão sem queixumes ,
escondida na simplicidade amadurecida pelo tempo.
Tenho pena daquele que olha e vê naquele ser humano inutilidade,
eu apenas vejo cobardia nesse olhar.
Um olhar de um coração que nada tem ,
amargurado de tristeza e sedento de luz.
Abandonado que espera apenas ser gente ,
sem complacências mas de um coração cheio de amor.

Emanuel Moura

lua singular disse...

Eu gostaria de morrer antes do meu marido, pois ele é meu anjo.
Estou adoentada e ele aguenta e chora minhas dores,Na minha família ninguém abandona seus velhos, cuidamos com carinho até a morte..Meu coração "doeu" ao ler sua poesia.
Beijos
Lua Singulara

Maria Luisa Adães disse...

Comoventes os comentários que me escreveram
verdadeira essa comoção
de quem não tem nada
e envelheceu...

Tornarei a voltar, para responder a quem sentiu
o que eu senti!

Emanuel Moura, brilhante!

Maria Luísa

Majo disse...

~~~
É, de facto, tocante a imensa solidão

de grande número de pessoas da terceira idade,

agora minimizada pelo uso das redes sociais, via 'internet'.

~~~ Saudações amigas. ~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Evanir disse...

Hoje um dia muito especial
para todas as mulheres.
Hoje um dia em que podemos
dizer sem medo de errar.
Somos mulheres ..
Somos todas iguais e única
ao mesmo tempo.
Deus abençoe pelo seu dia minha
amiga querida.
Deus abençoe nosso Dia.
Deixei mimos na postagem
se gostar fique a vontade
para levar ofereço com carinho.
Um beijo carinhoso.
Evanir.
Amiga seu poema é real demais.
Grande e saudosa amiga.
Quantas saudades!!!!

Maria Luisa Adães disse...

Evanir

As mulheres não são todas iguais
São todas diferentes...

E tu conheces esta verdade,
através de ti própria...

Tua amizade me sensibiliza sempre
e feliz fico com tua presença
sempre querida
sempre amada

Saudades muitas!

AMBAR disse...

Hace tiempo los niños hasta la edad escolar eran atendidos en casa por su madre, al igual que los ancianos erean cuidados en su cacon su familia, donde morian cerca de los suyos.
Pero eso es cosa del pasado, hoy los niños de meses van ala guardería y los ancianos a una residencia, nada es como antes.
Un abrazo.
Ambar

Toninho disse...

Sensível e emocionante minha amiga.
O envelhecer nunca deveria rimar com sofrer.
Um grito perfeito da poesia social.
Carinhoso abraço e belo domingo que inspire uma semana gloriosa.

Maria Luisa Adães disse...

"O envelhecer nunca deveria rimar com sofrer"...diz Toninho

E é verdade, mas infelizmente Rima...e de que maneira, meu Deus!

Beijo e obrigada pelo lindo comentário

Com essa sensibilidade tão sua, amigo...


Maria Luísa

Graça Pires disse...

Poema sensível.
Beijo.

rosa-branca disse...

Olá amiga, deu-me vontade de chorar. A velhice tratada como insignificante, quando ainda se tem tanto para dar. O abandono é uma tristeza e é bem real. Só quem tem sensibilidade consegue escrever um poema assim. Beijos com carinho

Isa Sá disse...

O abandono é uma triste realidade...

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Fê blue bird disse...

Um poema que foca uma realidade cada vez mais presente, infelizmente.
Uma imagem tocante.

Talvez já nos tenhamos cruzado por aqui :)
Um beijinho

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Luísa. Uma poesia que emociona, uma vez que a velhice nem sempre é aceita por quem envelhece, pela família e sociedade.
Só que esquecemos que a sabedoria adquirida pode ajudar aos que estão começando a vida, basta gaver respeito entre as gerações.
Lindo!
Tudo de bom.
Beijos na alma.

Patrícia Pinna disse...

Correção:haver.
A velhice tem de ser feliz.
Enquanto há vida temos de ter a garra para florirmos os dias.
Meu avô tem 94 anos e é lúcido, ama viver!
Como aprendemos com ele e seu otimismo.

Patrícia Pinna disse...

Correção:haver.
A velhice tem de ser feliz.
Enquanto há vida temos de ter a garra para florirmos os dias.
Meu avô tem 94 anos e é lúcido, ama viver!
Como aprendemos com ele e seu otimismo.

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Luísa. Uma poesia que emociona, uma vez que a velhice nem sempre é aceita por quem envelhece, pela família e sociedade.
Só que esquecemos que a sabedoria adquirida pode ajudar aos que estão começando a vida, basta gaver respeito entre as gerações.
Lindo!
Tudo de bom.
Beijos na alma.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Num belo Poema, tornaste reflexo, espelhado, real o drama que nos cabe.
A Poesia é, também, o desvendar de verdades que as Sociedades querem esconder.



Beijo
SOL

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Maria Luisa.
É um tema que me incomoda, porque me incomoda o abandono e incomoda, ainda mais, a exploração dos bens,às vezes tão poucos! daquele que já não tem a força da reacção.
O martírio que as paredes escondem.
A solidão que ninguém vê.
A solidão é triste.
A pobreza é triste.
Mas vividas no entardecer da vida, são torturas.
A exploração de vidas já torturadas e a violência a que as sujeitam são crimes dos mais hediondos. E pensar que muitos sofrem nas mãos das criaturas que geraram e amaram.
Ninguém me diga que o ser humano é de natureza boa. O que acontece é haver excepções e, em meio a tantas almas negras lá aparece uma ou outra mais iluminada, que nos acalenta o coração.
Já me expandi, talvez além da conta ;)
Tenha um fim-de-semana de paz e momentos mais "leves".
bjn amg

Evanir disse...

Maria Lisa..
Quando passei no seu blog li seu poema
confesso chorei mas sai sem deixar um comentário,
pois ñ estava conseguindo digitar...
Amiga na verdade poucas pessoas vê a velhice
com serenidade.
Todos sabemos ninguém consegue fugir dessa realidade
que nossa juventude vai embora aos poucos.
Um dia acordamos sentimos que nosso
espelho nos traiu.
O antigo espelho que mostrou durante anos nossa doce juventude,
hoje nos mostra um retrato de uma vida.
Eu conheço amada quase todos os seus poemas
em cada um deles foi ,
que conheço bastante seu coração.
Sou grata a Deus por um dia ter estado comigo,
mas sinto a dificuldade de nos encontrarmos novamente.
Saudades de você é muita mas Deus se incumbira
de tudo .
Um carinhoso abraço.
Feliz final de semana .
Evanir.

Maria Luisa Adães disse...

Saudades Evanir!

Mª. Luísa

Sor.Cecilia Codina Masachs disse...

Mi querida María Luisa, tras más de una semana enferma por una bronquitis, paso poco a poco a veros, pero casi no tengo fuerzas para ello, la cama quita las fuerzas, pero Dios me cuida, aunque a veces parece que nos abandona.
Te deseo que tengas una Feliz Pascua de Resurrección.
Un gran abrazo.
Sor. Cecilia

Cidália Ferreira disse...

Venho Desejar-lhe uma Santa Páscoa extensivo a sua Família.
Beijos
Coisas de Uma Vida 172

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Quanta alegria ver você brincando conosco, Maria Luisa querida.
Muito obrigada pela carinhosa visitinha.
Te desejamos uma abençoada Páscoa.
Um forte abraço e beijinhos saudosos de
Verena e Bichinhos.

Sor.Cecilia Codina Masachs disse...

Gracias María Luisa.
Un beso

Marilu disse...

Páscoa é renascimento, é passagem,
é mudança e transformação,
é ser de novo um mesmo ser.
Que recomeça pela própria libertação,
fica para trás uma vida cheia de problemas
e começa agora um novo caminhar,
cheio de luz, de fortalecimento de
esperanças renovadas.
Um arco-íris rasga o céu e parece
balbuciar que Jesus ressurgiu para nos
Provar que o amor incondicional existe.

Feliz Páscoa.

Marilú

esteban lob disse...

Lindos versos, estimada Maria Luisa, que dichos en otro idioma cobran para mi todavía mayor valor.

Un abrazo desde el fin del mundo.