terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

ASSOMBRO

No cimo encontro o assombro                                    
Maria Lais Fett/ Brasil

De uma noite diferente
Num outro lugar do mundo

E vislumbro o encanto
De lugares escondidos 
Por detrás de poeiras
Esquecidos...

Abro as portas caídas
Entro e não sei quem sou
Não sei onde estou

Mas gosto do sonho
Me assombro com ele
E fico...

Não volto para ti
Nem para os silêncios
De um lugar que não escolhi
E não amei

Não volto!...



Maria Luísa Adães


Visualizaçoes :  945

23 comentários:

AMBAR disse...

Hola María Luisa.
El asonbre de una noche diferente parece no ser un sueño muy agradable, al que no quieres volver.
Un abrazo
Ambar

Cidália Ferreira disse...

Como o próprio diz: Um assombro de poema!

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Maria Luisa Adães disse...

AMBAR

Eu fico
quero ficar

Pois o lugar
me fala

E no outro lugar,
há o silêncio
que não foi escolhido por mim!

Abraço grande

Maria Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Graças Cidália

Há muito não apareço
e hoje resolvi voltar...

Não sei por quanto tempo
Nunca sei!...

Adorei sua presença
e aceito "o assombro de poema"

Beijos,

Maria Luísa

Célia Cavaco disse...

Mais uma vez tomei a ousadia de partilhar o poema,na minha página de Literatura & ARTES.
Com a devida identificação. Obrigada,Maria Luísa Adães é um privilégio usufruir deste espaço de encontro poético

✿ chica disse...

Muito linda poesia ,bem decidida ! bjs, chica

Maria Luisa Adães disse...

Célia Cavaco

Como encontro a sua página?

Adorei o que me disse e não sei se o mereço, dadas as minhas ausências.
As razões são de saúde
e tentarei saber quem é!

Agradeço a gentileza,

Maria Luísa

Maria Luisa Adães disse...

Chica

Minha amiga de longa data,
me parece que alguém de sua família esteve muito doente
quase tenho a certeza e como é lógico se ausentou.Desejo melhoras!

A minha saúde, não muito bem, vai impedindo o meu agradecer aos amigos
e aos poucos, vão fugindo e eu sei que têm toda a razão!

Mas não sou tão culpada como pareço ser!

Tentarei responder aos poucos, a todos.
O tempo passa rápido e a saúde também passa tão rápida quanto o tempo.

Fiquei feliz pelo encontro.

Com toda a minha ternura, agradeço,

Maria luísa

emanuel moura disse...

É maravilhoso querida amiga ler tão belas palavras que nos cativam do princípio ao fim ,deslumbrante assombro beijinhos no coração.

Toninho disse...

Olá querida Maria Luisa, penso mesmo que vivemos de assombros
e viajamos pelos caminhos que o silencio nos impõe, é certo,
que tendemos a nos acostumar neste caminho.
Suas inspirações e construções sempre me encantam pois carregam vidas.
Bom estar aqui neste mar de poesia de ondas suaves.
Que a semana lhe seja abençoada e que a saúde seja companheira.
E ficamos a vislumbrar encantos.
Meu carinhoso abraço de paz e luz.
Bjs de paz amiga.

Maria Luisa Adães disse...

Emanuel Moura

Toninho,

Aos dois amigos que não têm desistido de mim e do que escrevo,
eu vou tentar aos poucos, chegar a todos vós com amizade,
dentro das possibilidades.Possam elas ser cada vez maiores!

Agradeço muito vossa presença,

Maria Luísa

✿ chica disse...

Maria Luiza, desejo melhoras pra ti e que fiques logo bem!! Obrigadão pelo carinho em me responder aqui e lá! bjs, chica ( aqui é o maridão que foi operado em janeiro e agora, essa semana, reiniciamos as quimioterapias! Mas vamos indo, com força e fé! Tudo vai dar certo, aqui e aí! bjs

Maria Luisa Adães disse...

Chica

Graças por te encontrar.
Melhoras para o marido!

Meu marido foi operado em Lisboa - Janeiro

E não fomos para o Brasil por essa razão,


maria Luísa

heretico disse...

pelo sonho. e pelo assombro se ergue o poema.

beijo

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Assombrosa construção no teu belo Poema. Sonhos e (ou) realidades sempre são vida de Poeta.
Amei.


Beijo
SOL

Franziska disse...

Preciosa y contrastada fotografía en dos colores opuestos pero que se atraen. Así con tus versos he vivido algo parecido, contraste de buscar y no hallar y de lo que se encuentra no es lo que buscamos. Precioso poema. Hace ya algún tiempo que no sabía nada de tí. Espero no haber perdido ninguno de tus maravillosos poemas. Si esto ha sido así, por favor, dímelo para que pase a leerlos. Un abrazo. Franziska

Kasioles disse...

A veces, los sueños, nos llevan a lugares desconocidos en los que el silencio domina la situación y no es lo que nosotros hubiésemos deseado.
Nuestra vida es una búsqueda constante, lo que ansiamos en nuestro subconsciente, en ocasiones. lo vivimos en sueños pero, o no son lo que nosotros hubiésemos deseado, o se esfuman rápidamente sin poderlos disfrutar.
Toda tú eres poesía.
Agradezco muchísimo tus letras en mi espacio, la verdad es que, tu comentario, es como un bello poema, has entendido perfectamente mi entrada, a mí me cuesta más trabajo entender la poesía en tu idioma.
De todas formas, quédate con mi cariño pues, de alguna forma, tus letras son una caricia para el alma y eso se nota al leerte.
Con mis mejores deseos para que todo en tu vida sea bello y feliz, recibe un fuerte abrazo de
Kasioles

Jasanf disse...

O assombro encontra-se no eu-lírico e tudo para ele é "verdade" salpicada de emoções. Lindo texto!

dilita disse...

"Olá" D. Maria Luísa!

Há muito, muito tempo que sou seguidora dos seus Blogs. Vim uma vez, a primeira, e fiquei presa à sua poesia. Temas bonitos para ler e reler muitas vezes, cuja beleza sempre nos aparece em crescendo. Mais simples ou mais elaborados são sempre valiosos. A arte é um dom, bem haja quem o detém.

Raro deixo comentário, mas sou fã.

O meu bloguito fez sete anos, tenho conseguido "alimentá-lo" dentro das minhas modestas possibilidades. Actualmente envolvida em algo que me ocupa algum tempo, tenho descurado um pouco os temas escritos, que é afinal o que mais gosto de fazer.

Hoje passei pelo blog do Amigo Manuel, (que ainda está ausente) e li os comentários da D. Luísa - como percebi que não está bem de saúde, decidi escrever neste espaço, para lhe transmitir coragem e esperança, num abraço de muita estima.
Dilita

Maria Luisa Adães disse...

Dilita

Agradeço a lembrança de mim!


Maria Luísa

Graça Pires disse...

Pelo sonho tudo podemos...
Um beijo.

Maria Rodrigues disse...

Por vezes os sonhos são uma forma de aliviar as durezas e desilusões da realidade.
Belissímo poema.
Uma excelente recuperação para o seu marido.
Beijinhos
Maria

Toninho disse...

Olá amiga, desejo que esteja bem.
Meu abraço
Bju de paz amiga.