quinta-feira, 13 de agosto de 2015

ADEUS!!!!!!!

Fiz uma peregrinação
Internet

aos lugares que conheci
E disse Adeus!

Voltei ao meu jardim
me sentei 
e esperei

O firmamento me fixou
como se eu fosse alguém

Uma estrela brilhante
me olhou
Eu a reconheci

Aviões passavam lentamente
num caminho de regresso

Brilhavam no escuro da noite
luzes a acender e apagar
De quem vem para ficar.

As árvores se dobravam
atentas ao meu suspirar

A água corria a meus pés
deslumbrava e lembrava
o tempo que passava

Aquele lugar de encanto falava
Eu esperava
e tudo me encantava

E sonhava
em tempos sonhados
e nunca vividos

E a noite acabava
e eu abandonava
o lugar encontrado

E tinha de partir
isolada de teus afagos
esquecida do muito
Que desejava

E não te encontrava
E tinha de partir sem ti

E disse Adeus
Ao lugar encontrado
Ao qual
Não voltava!...


Maria Luísa Adães


Visualizações :  120


22 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Dizer adeus, não é fácil. Principalmente quando se parte com vontade de ficar. Gostei do poema.
Um abraço

✿ chica disse...

Linda poesia e despedida! bjs, chica

Mariangela do Lago Vieira disse...

É triste ter que acordar do nosso lindo sonho, e cair na real...
Um lindo poema.
Beijos,
Mariangela

Cidália Ferreira disse...

Melancólica mas maravilhosa poesia!

Beijinhos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

emanuel moura disse...

Querida amiga hoje fui até Fátima e ao ler este lindo momento me deixou emocionado um adeus que sempre deixa um porque de ser na nossa vida ,adorei ,muitos beijinhos

Ana Bailune disse...

Adorei tua poesia! Mas se não fossem os adeuses, nossos passos seriam bem pesados.

manuela barroso disse...

Adeus tem um timbre de sino em noite de lua cheia.
Embalada na cadeia musical das palavras, quase a vi sentada nesse banco florido, tal o impressionismo da poesia.
Realmente bela
Beijinhos, Luísa

Lilasesazuis Gata disse...

O adeus é sempre triste, quando há o apego...

Mas, necessário para um novo florescimento!!

Que suave canção, belíssima escolha!!

Fiquei aqui encantada, encantada!!

Beijinhos, poetisa, tenha uma linda noite,

Lígia e =^.^=

MARILENE disse...

Melancólico e belo seu poema. O retorno ao passado não traz de volta o que as lembranças guardam. O adeus definitivo, não desejado, costuma se impor. Bjs.

Maria Luisa Adães disse...

Li todos os vossos comentários
e independente da análise pessoal, de cada um de vós,
tenho de dizer que todos a seu modo, entenderam o que escrevi
nas linhas e entrelinhas...
E me sensibilizaram!

Com ternura, agradeço,

Maria Luísa

Zilani Célia disse...

OI MARIA LUISA!
DIZER ADEUS, SEMPRE DÓI, VOLTAR A LUGARES QUE NOS SÃO CAROS, PODE SER UM BÁLSAMO.
LINDO, A MELANCOLIA QUE EM TEU TEXTO SE ENCERRA, EMOCIONA.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Franziska disse...

Que aquel lugar fue un paraíso para el alma y fue, pasado el tiempo, recordado con nostalgia. Que los momentos vividos no retornan que son como el agua que se escurre de nuestras manos, que nunca volverá el mañana a cantar con sus sonoros trinos en la ventana de nuestro coarazón. Es una gran verdad lo que tus versos cuentan. Pero el pan de la vida se calienta mirando como amanece y los páajaros vuelan y gritan su contento.
Así es la vida ¿cómo no vamos a amarla si no tenemos otra?

Un abrazo, querida amiga, y quiero presentarte mis disculpas porque hace tanto calor que yo estoy perezosa con el ordenador y voy dando largas al tiempo de las visitas a los blogs amigos y la verdad, siento que por un motivo u otro, nunca llego la primera
a leer lo que compartes, aunque al fin llego: espero que me perdones. Llevamos un par de días en que el tiempo ha mejorado y empiezo a sentirme más activa.

Otro abrazo. Franziska

heretico disse...

beijo, minha amiga

belo poema.

Maria Luisa Adães disse...

Heretico

Graças por sua presença e amizade,


Maria luísa Adães


"os7degraus"

Manuel disse...

Sempre que aqui passo mais me surpreende.
Se um poema é lindo o que vem a seguir é ainda maior.
Este tem ago de especial, não sei bem porque mas, talvez, me tenha avivado recordações ou emoções.
Magnifico!

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Poema bem escrito e belo. Um belo e maravilhoso fim de semana.

Antônio Lídio Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silenciosamente ouvindo... disse...

Um poema muito belo e onde revejo partes
da m/vida. Gostei muito, querida amiga.
Bj.
Irene Alves

A Casa Madeira disse...

Olá Maria Luisa cheguei até aqui através
do blog do Manoel onde fizes-tes um comentário sobre o hino
de seu país e sobre Fernando Pessoa na qual gosto ou gostava kkk.
Gostei de conhecer esse viés sobre o autor onde expõe com
muita veemência sobre o assunto. Sou aquele tipo de pessoa que adora ler
e gosta de saber o "por detrás das cortinas".
Entendi muita coisa do Brasil colônia, lendo a literatura portuguesa; sou uma
brasileira que acha que vive em um país inventado;
Quando pensei que iria morrer de tanta verdade;
Resolvi plantar flores kkk; Bom ... mas isso é outra história.
Belo poema onde a despedida também pode ser um recomeço.
Prazer em conhecer.
Janicce.

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Maria Luisa
Gosto das repetições nos versos, dão sinestesia ao poema todo e enfatiza pontos relevantes...
Bjm fraterno

Evanir disse...

Amiga Maria Luisa.
Guardo no meu coração seu alegre sorriso nosso abraço
ainda sinto a emoção daquele momento em que nos conhecemos
e tudo parecia ainda estar normal em nossas vidas.
Eu demorei para estar aqui mas sem nunca esquecer a grande amiga que tu és
e quanto vc é importante para mim.
Hoje estou levando um poema seu que tanto falou com meu coração.
No decorrer da semana será postado venho te avisar quanto terminar de postar.
Uma abençoada semana.
Beijos da sua amiga sempre.
Evanir.

Manuel disse...

Ler, mais uma vez, só me faz bem.
Bom fim de semana!