segunda-feira, 25 de maio de 2009

OUVIR


Ouvi falar da tua transformação,
ouvi dizer do teu afecto por mim!

Ouvi o teu pensamento,
apanhei-o nas asas do vento
e soube dos limites do meu tempo!

Ouvi de ouvidos fechados,
ouvi com todas as dificuldades
e não gostei dessa verdade!

Ouvi o canto de várias vozes,
ouvi os ecos do silêncio a dizer:
- eu estou aqui!...

Ouvi o rouxinol persa e das Índias,
ouvi com este ouvido
que se perdeu no burburinho do mundo!

Ouvi a mudança da voz do vento,
ouvi a mudança da minha voz
louca, envolvente, a lembrar o Oriente!

Interessa-me a Eternidade
à qual não posso fugir,
mas acredita...

"Gosto de viver"!

Não me tires esta ânsia,
esta alegria que eu sinto
quando te vejo ou te pressinto...

E te peço - :
Ama-me,
Como da primeira vez!

Maria Luísa Adães

13 comentários:

Anónimo disse...

Muito bom!

A.

Anónimo disse...

Gostei de te encontrar e ao teu poema.

Gostei, como sempre!

mc.

Anónimo disse...

Olá cara amiga, como vais?

Gosto do que escreves!

A.

Anónimo disse...

Belo poema! Parabéns.

A.

Anónimo disse...

Quanta beleza você escreve.

A.

Anónimo disse...

Ouvi a mudança da voz do vento...

Lindo poema

E.A.

Anónimo disse...

Adoro o que escreves!

Nada mais posso dizer.

A.

Anónimo disse...

lindo o que escreveste!Obrigada.

A.

Anónimo disse...

A primeira vez é única, nas nossas vidas!

felicidades,

A.S.A.

Anónimo disse...

Eu também "gosto de viver"

MC

M@ disse...

Olá Luisa, vim desejar uma semana feliz.
Beijinhos Manuela

Visite meu site de mensagens para blogs
http://changessimply.blogspot.com/

Anónimo disse...

Muito bom este

"Gosto de viver"!

a.a.b.

Maria Luisa Adães disse...

Gosto deste poema!

Agradeço aos que escreveram e se

manifestaram nesse gostar.

Obrigada!

M. L.