sexta-feira, 3 de abril de 2009

ENCONTRO


Espera um pouco e diz-me:

Quem sou?
Para onde vou?
O que procuro?

Mas antes de tudo,
Tenho de sobreviver
Às minhas interrogações
E cumprir o meu propósito,

Não antes nem depois...
No tempo certo da separação,
Calcular bem esse tempo
E descobrir escrito,

Nas estrelas ou nos astros,
No Oceano,
Nas planícies deste Planeta
E nos espaços
Libertos dos flagelos,

A Tua escrita
A Tua palavra
O Teu mapa

E possa partir ... Sem me perder!

Maria Luísa Adães

7 comentários:

M@ disse...

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _
/ \ / \ / \ / \ / \ / \ / \ / \ / \ / \ / \
( P | a | s | c | o | a ) ( F | e | l | i | z )
\_/ \_/ \_/ \_/ \_/ \_/ \_/ \_/ \_/ \_/ \_/

Desejo uma Páscoa Feliz e uma boa semana.
Beijo
Manuela

MC disse...

Gostei muito deste teu poema.
Parabéns!

mc

Anónimo disse...

Não sei quem és, mas gosto do que escreves.

A.

Anónimo disse...

DIZ-ME TU QUEM SOU!
Há muito faço essa pergunta...

Anonimo

Anónimo disse...

Não sei quem és, mas gosto do que escreves!

M.A.

Anónimo disse...

ajuda-me a encontrar esse mapa

e assim, eu me possa encontrar e saber onde estou!

M.A.

Anónimo disse...

Maria Luísa

Onde te encontras? Quando voltas e tornas a escrever, teus poemas de encanto.

E essa volta será, um novo encontro...

A.