terça-feira, 30 de agosto de 2016

A ILHA

                                                       
Ilhas Shetland/ Maria Luísa

Um dia deixei a Ilha onde nasci
tive de a deixar e calcorrear o mar
e encontrar meu amor desfeito
Pela saudade de meu peito


Ele me esperava
me abraçava e beijava
e eu de olhos fixos
em sonhos ou acordada
via a Ilha, as rochas rolando
Fora da águas.

Eu tinha sido poeta
no silêncio dos deuses
e tinha gravado meus versos
Nas pedras que encontrava

Quanto te quis
quanto te quero
no calor tropical
sem fraquezas humanas
na solidez da terra
E no caminho brilhante do mar

Converto-me em ti
No jardim abandonado 
Por mim...

Deixa ouvir o cântico dos búzios
E nua, suave, perfeita
Te deixo entrar
Na minha própria casa

Fica...eternamente meu!



Maria Luísa Adães



Visualizações :  1358

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

DESESPERO







De Maria luísa




Desesperados
Procuramos a solidão
Em todos os lados


E as mães ao longe
Chamam por entre névoas espessas
A ausência de seus filhos...


Maria Luísa Adães


Visualizações :  1054

HOMEM DE BRONZE

                                                                         


Maria laís Fett/ Rio Grande do Sul/Brasil



O homem de bronze pesca
A noite é silente
Eu sou silepse
Regida pelas ideias
e não pelas regras
De uma filosofia minha

Ele me encanta
e canto como sereia de encanto
atraindo o pescador

A Lua se aproxima
e o peixe não morre!...


Maria Luísa Adães



Visualizações:  950

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

PARA TI

Maria Laís Fet/ Rio Grande do Sul/ Brasil





Dentro de teus olhos eu vivi
E acreditei em ti
E perguntei
Mil vezes perguntei

Por que se vive
Por que se morre?

Maria Luísa Adães


Visualizações :  1007